O casal de perfumistas, Elton e Irlanda, já estão instalados no Cide.

O casal de perfumistas, Elton e Irlanda, já estão instalados no Cide.

 

 

A prática da composição de perfumes está para o olfato assim como a arte da culinária está para o paladar, ou a arte da música, para os ouvidos.

A palavra perfume deriva do latim “per fumum”, que significa através do fumo. Com origem no Egito, o perfume surgiu da necessidade de aromatizar o corpo humano e objetos por maior tempo. Além do Egito, a arte da perfumaria também existiu na Índia, onde foi utilizada e aperfeiçoada pelos persas e romanos.

A moda do perfume surgiu na época do Renascimento, na Itália, e a partir disso, a indústria da perfumaria só continuou a crescer. Sendo considerada uma das indústrias que mais cresce no mundo, atualmente. Porém foi na França, em meados do século XIV, que a perfumaria teve seu maior avanço. O país tornou-se o maior centro de pesquisas e desenvolvimento de perfumes e possui as marcas mais importantes do mundo.

Vendo um mercado em ascensão e uma demanda cada vez mais crescente em Manaus, o casal Elton de França e Irlanda Sena, decidiram explorar o setor da Perfumaria, não somente comercializando os perfumes, mas vendendo essências da Amazônia, embalagens e dando formação sobre perfumaria.

“Em 1994 eu vi a necessidade de aumentar minha renda e comecei a fazer estudos na área de Cosméticos e Perfumaria, e comecei a fabricar perfumes para uso próprio, para colegas e conhecidos, no Rio de Janeiro”, conta o proprietário Elton de França, da Loja das Essências-Perfume da Amazônia, empresa que prepara a sua instalação, ainda este semestre, no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE).

O perfumista Elton de França era militar e com a transferência, em 1996, para Manaus, continuou apaixonado pela área de Perfumaria. “Em Manaus, eu percebi que as pessoas gostavam de se perfumar e usar produtos bons de perfumaria. Então eu comecei a me interessar pelas essências dos perfumes. E andando pela cidade, conheci a minha esposa em uma loja em que vendia essências para perfumes”, relembra.

A loja de essências em que trabalhava Irlanda Sena fechou. Diante disso, Elton convidou a sua futura esposa a empreender na área de Perfumaria. “Já tínhamos conhecimentos suficientes para abrir nosso próprio negócio e assim o fizemos”, diz.

A decisão de ir ao Cide

Os perfumistas, Elton e Irlanda, querem ir mais longe e ampliar o negócio da Perfumaria Amazônica, realizar parcerias e participar de feiras nacionais e internacionais. “Decidimos ir ao CIDE devido à necessidade de ter um apoio técnico, mais formação e informação, para aumentar nossa empresa”, diz Elton

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

document.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);