Turma de Farmácia da UFAM complementa formação no CIDE

Estudantes de Farmácia visitam laboratório de análises, no CIDE.

Uma turma de estudantes iniciantes do curso de Farmácia, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) esteve visitando, em agosto, algumas empresas que atuam no segmento de Cosméticos, Exames Laborais, Fitoterápicos, para complementar a formação.

Acompanhados da professora Alcinira Farias, da disciplina de Introdução à prática farmacêutica, os alunos conheceram as instalações das empresas, conversaram com os empresários da área de Farmácia. “São estudantes que estão iniciando o curso e vimos a necessidade de mostrar para eles os locais de atuação de um profissional de Farmácia e a importância desse profissional na sociedade. Assim, eles vão conhecendo e vão entendo o que é ser um farmacêutico”, diz a professora.

Ainda segundo Alcinira, trata-se de um semestre inteiro de visitas para saber onde o farmacêutico pode atuar e para que os estudantes se sintam motivados. Toda semana estaremos visitando um laboratório, um hospital, uma farmácia de manipulação, enfim, diversos setores de Farmácia”, conta, acrescentando que antes da visita, eles têm aulas teóricas sobre o que eles vão visitar. “Como aqui se trata de uma incubadora de empresas, alguns já mostraram certa vontade de um dia ser um empreendedor na área de Farmácia. Mas, o que fazemos é mostrar que eles podem atuar em diversos setores”, conclui a docente.

A estudante de Farmácia do segundo período, Beatriz Cardosa, ficou animada e impressionada com o que viu. “A visita nos proporcionou um conhecimento melhor do ambiente de trabalho e de áreas de atuação do Farmacêutico. Isso me dá mais motivação para continuar estudando. Eu quero fazer pesquisas nessa área e aqui eu percebi que é possível”, diz a estudante, que vai ter que apresentar um relatório da visita, explicando o que eles viram e vão fazer um debate entre eles.

Estudantes de Farmácia nas instalações do CIDE.
Estudantes conversam com profissional da área de análises.

Universitário da fronteira: em busca de novas ideias

Antes de visitar às empresas, universitários conversam o diretor executivo do CIDE.
Antes de visitar às empresas, universitários conversam o diretor executivo do CIDE.

 

Uma turma de universitários do curso de Administração da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) de Benjamin Constant, município a 1.120 Km de Manaus, sai por primeira vez da sua cidade para conhecer as empresas instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), conversar com os empreendedores e entender o processo de administração de uma incubadora.

Para chegar ao CIDE, em Manaus, o grupo de acadêmicos teve de realizar vários pequenos eventos, como rifas e sorteios, para conseguir o dinheiro e comprar as passagens de ida e de volta. “Eu ouvi falar do CIDE em um evento internacional e me interessei por conhecer mais sobre essa instituição, e surgiu a oportunidade de trazer os estudantes com a finalidade de que eles possam desenvolver ideias empreendedoras e colocá-las em prática no seu município. Na verdade, o interior é carente de tudo e aceitamos o desafio de tomar iniciativas empreendedoras e inovadoras onde há carência e pobreza. É possível”, diz o professor Antônio Conceição, que nasceu em Manaus, mas trabalha em Benjamin Constant.

Segundo o grupo, a viagem até a capital durou quatro dias de barco. “O curso tem disciplinas de Empreendedorismo, Cooperativismo, Associativismo e essa visita faz parte de um projeto que queremos implantar na universidade, e esses alunos vão ser uma espécie de sementes para outros estudantes daquela cidade, de modo que possamos incentivá-los a tomar iniciativas, a tomar decisões e criar oportunidades de negócios ”, conta Conceição, dizendo também que, ao voltar, a turma vai realizar um pequeno evento para contar suas experiências na incubadora.

Contato Direto

A estudante de Administração, Taíza da Silva, veio com a delegação e conversou com os empreendedores.

“Lá, em Benjamin Constant, nós não temos contato com esse ambiente de fábricas e empresas. Então, a nossa finalidade aqui é ter um contato direto com os empreendimentos, conhecer a história dos empresários e ter novas ideias que possamos desenvolver dentro e fora da universidade”, diz Taíza.

Antes de visitar as empresas, os universitários ouviram uma palestra com o diretor executivo da incubadora, José Grosso, e foram divididos em grupos para falar pessoalmente com os empresários. “Para os estudantes do interior do Amazonas as coisas são mais difíceis. Mas fico muito feliz que eles já superaram a etapa de sair do seu local acadêmico para conhecer novos ambientes. Espero que sejam grandes empreendedores e possam ajudar outras pessoas, e desenvolvam as atividades comerciais em Benjamin Constant”, conclui Grosso.

Acadêmicos conhecem fábrica de temperos regionais.
Acadêmicos conhecem fábrica de temperos regionais.

 

 

Universitários registram sua primeira visita a uma incubadora de empresas.
Universitários registram sua primeira visita a uma incubadora de empresas.

 

 

Empresária do segmento de Doces Regionais conversa com os visitantes.
Empresária do segmento de Doces Regionais conversa com os visitantes.

 

 

No auditório do CIDE, universitários veem vídeo institucional.
No auditório do CIDE, universitários veem vídeo institucional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Universidade faz do CIDE uma referência

Estudantes da Universidade do Texas na administração do CIDE.
Estudantes da Universidade do Texas na administração do CIDE.

 

Para os universitários que moram ou estudam em países como Estados Unidos, o mês de junho pode representar uma ótima oportunidade de conhecer novos lugares, ter novas experiências e complementar os estudos acadêmicos em outro país.

Visitando o Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) por segunda vez, o curso de Engenharia de Alimentos da Texas A&M University, trouxe novos estudantes da área para conhecer o processo de produção das empresas instaladas, transformando a incubadora em um local de referência para os seus universitários.

Durante a visita, os acadêmicos norte-americanos tiveram a oportunidade de fazer a degustação de vários produtos regionais, o que impressionou o grupo.

Segundo a professora Susanne Talcott a Texas A&M University possui mais de duzentos programas de oportunidades para os estudantes. “A visita dos nossos acadêmicos de Nutrição ao CIDE é muito positiva porque eles conhecem pequenas empresas que fabricam grandes produtos deliciosos com matéria-prima da floresta. Isso é espetacular”, diz Talcott, acrescentando que sempre fica encantada com o Amazonas.

Antes de passar por Manaus, o grupo visitou universidades de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. “Normalmente, os estudantes norte-americanos não têm o costume de viajar para outros países em busca de conhecimentos. Então essa é uma oportunidade única para trocar experiências, aprendizados e conhecer coisas novas e diferentes”, finaliza a professora.

As empresas visitadas pelos alunos foram as do segmento de Alimentação, Panificação, Temperos e Doces. “Essa troca de experiências, conversa com empreendedores, funcionários, passagem pela produção, degustação de produtos regionais permitem a aproximação entre a universidade e as empresas. É bom, na etapa acadêmica, pelo menos na minha visão, pensar menos no cargo que você pode ocupar e mais nas experiências que você pode ter. Eles ainda são estudantes jovens e com as experiências e a qualificação serão grandes profissionais”, diz o diretor executivo do CIDE, José Grosso.

Universitários fazem degustação de produtos no CIDE.
Universitários fazem degustação de produtos no CIDE.

 

Estudantes ouvem palestra em fábrica de alimentos congelados.
Estudantes ouvem palestra em fábrica de alimentos congelados.

 

TEX3

 

TEX5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Futuros farmacêuticos no CIDE

Acadêmicos de Farmácia aguardam visita a empresas incubadas no CIDE.
Acadêmicos de Farmácia aguardam visita a empresas incubadas no CIDE.

Os estudantes universitários do oitavo período do curso de Farmácia do Uninorte/Laureate estiveram, hoje, 22, no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) para conhecer os trabalhos de farmacêuticos que decidiram empreender. Antes da visita, os acadêmicos ouviram uma palestra proferida pelo diretor executivo da incubadora, José Barbosa Grosso, que falou sobre o processo de incubação e casos de sucesso.

“Eu acredito que a maioria dos universitários possui ideias empreendedoras, todos nós temos sonhos e devemos aprender a desenvolvê-los. Então, a ideia de vir conhecer alguns trabalhos no CIDE é uma oportunidade única que vai nos ajudar a amadurecer nossas ideias”, diz a estudante de Farmácia, Bianca Feitosa.

Segundo o preceptor de estágio de Farmácia, Marco Aurélio Oliveira, a visita ao CIDE ajuda a complementar o conhecimento teórico dado em sala de aula. “Sempre estimulamos aos acadêmicos a ter mais conhecimentos sobre o mercado de trabalho. E, essa visita vai mostrar aos estudantes que há empreendedorismo na área de Farmácia, onde eles podem desenvolver produtos inovadores e ser futuros gestores”, finalizou.

Uni1
Antes da visita a empresas, acadêmicos ouvem palestra.
Uni3
Empreendedor da área de licores explica processo a estudantes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

if (document.currentScript) {

Incubadoras de empresas participam de Workshop de inovação

A diretora presidente da FAPEAM, Maria Olívia Simão, apresenta o programa aos gestores de incubadoras.
A diretora presidente da FAPEAM, Maria Olívia Simão, apresenta o programa aos gestores de incubadoras.

Representantes do Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), de centros tecnológicos, de universidades públicas e particulares, estiveram reunidos na tarde de quarta-feira (25), para conhecer o Programa de Empreendedorismo Inovador, o SINAPSE da Inovação, que vai fomentar a criação de empreendimentos inovadores a partir de ideias geradas por estudantes, pesquisadores e profissionais de diversas áreas.

Para o diretor executivo do CIDE, José Barbosa Grosso, a iniciativa vai valorizar os ambientes acadêmicos e de pesquisa. “Nesse encontro tivemos a oportunidade de conhecer o panorama do empreendedorismo no Amazonas, as tendências, as necessidades, as demandas e as ideias inovadoras de alguns estudantes universitários. Portanto, agora, devemos trabalhar para que essas ideias se transformem em negócios, atendendo a necessidade de setores da sociedade”, disse.

O encontro aconteceu no hotel Caesar Business por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (FAPEAM), em parceria com a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), do Estado de Santa Catarina–SC, e serviu como primeiro contato com as instituições interessadas em participar do programa-piloto.

Representantes do CIDE realizam os trabalhos propostos pelos palestrantes.
Representantes do CIDE realizam trabalhos propostos pelos palestrantes.