• 92 3216-3892
  • secretaria@cide.org.br

Arquivo da tag Ufam

Turma de Farmácia da UFAM complementa formação no CIDE

Estudantes de Farmácia visitam laboratório de análises, no CIDE.

Uma turma de estudantes iniciantes do curso de Farmácia, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) esteve visitando, em agosto, algumas empresas que atuam no segmento de Cosméticos, Exames Laborais, Fitoterápicos, para complementar a formação.

Acompanhados da professora Alcinira Farias, da disciplina de Introdução à prática farmacêutica, os alunos conheceram as instalações das empresas, conversaram com os empresários da área de Farmácia. “São estudantes que estão iniciando o curso e vimos a necessidade de mostrar para eles os locais de atuação de um profissional de Farmácia e a importância desse profissional na sociedade. Assim, eles vão conhecendo e vão entendo o que é ser um farmacêutico”, diz a professora.

Ainda segundo Alcinira, trata-se de um semestre inteiro de visitas para saber onde o farmacêutico pode atuar e para que os estudantes se sintam motivados. Toda semana estaremos visitando um laboratório, um hospital, uma farmácia de manipulação, enfim, diversos setores de Farmácia”, conta, acrescentando que antes da visita, eles têm aulas teóricas sobre o que eles vão visitar. “Como aqui se trata de uma incubadora de empresas, alguns já mostraram certa vontade de um dia ser um empreendedor na área de Farmácia. Mas, o que fazemos é mostrar que eles podem atuar em diversos setores”, conclui a docente.

A estudante de Farmácia do segundo período, Beatriz Cardosa, ficou animada e impressionada com o que viu. “A visita nos proporcionou um conhecimento melhor do ambiente de trabalho e de áreas de atuação do Farmacêutico. Isso me dá mais motivação para continuar estudando. Eu quero fazer pesquisas nessa área e aqui eu percebi que é possível”, diz a estudante, que vai ter que apresentar um relatório da visita, explicando o que eles viram e vão fazer um debate entre eles.

Estudantes de Farmácia nas instalações do CIDE.

Estudantes conversam com profissional da área de análises.

Universitário da fronteira: em busca de novas ideias

Antes de visitar às empresas, universitários conversam o diretor executivo do CIDE.

Antes de visitar às empresas, universitários conversam o diretor executivo do CIDE.

 

Uma turma de universitários do curso de Administração da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) de Benjamin Constant, município a 1.120 Km de Manaus, sai por primeira vez da sua cidade para conhecer as empresas instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), conversar com os empreendedores e entender o processo de administração de uma incubadora.

Para chegar ao CIDE, em Manaus, o grupo de acadêmicos teve de realizar vários pequenos eventos, como rifas e sorteios, para conseguir o dinheiro e comprar as passagens de ida e de volta. “Eu ouvi falar do CIDE em um evento internacional e me interessei por conhecer mais sobre essa instituição, e surgiu a oportunidade de trazer os estudantes com a finalidade de que eles possam desenvolver ideias empreendedoras e colocá-las em prática no seu município. Na verdade, o interior é carente de tudo e aceitamos o desafio de tomar iniciativas empreendedoras e inovadoras onde há carência e pobreza. É possível”, diz o professor Antônio Conceição, que nasceu em Manaus, mas trabalha em Benjamin Constant.

Segundo o grupo, a viagem até a capital durou quatro dias de barco. “O curso tem disciplinas de Empreendedorismo, Cooperativismo, Associativismo e essa visita faz parte de um projeto que queremos implantar na universidade, e esses alunos vão ser uma espécie de sementes para outros estudantes daquela cidade, de modo que possamos incentivá-los a tomar iniciativas, a tomar decisões e criar oportunidades de negócios ”, conta Conceição, dizendo também que, ao voltar, a turma vai realizar um pequeno evento para contar suas experiências na incubadora.

Contato Direto

A estudante de Administração, Taíza da Silva, veio com a delegação e conversou com os empreendedores.

“Lá, em Benjamin Constant, nós não temos contato com esse ambiente de fábricas e empresas. Então, a nossa finalidade aqui é ter um contato direto com os empreendimentos, conhecer a história dos empresários e ter novas ideias que possamos desenvolver dentro e fora da universidade”, diz Taíza.

Antes de visitar as empresas, os universitários ouviram uma palestra com o diretor executivo da incubadora, José Grosso, e foram divididos em grupos para falar pessoalmente com os empresários. “Para os estudantes do interior do Amazonas as coisas são mais difíceis. Mas fico muito feliz que eles já superaram a etapa de sair do seu local acadêmico para conhecer novos ambientes. Espero que sejam grandes empreendedores e possam ajudar outras pessoas, e desenvolvam as atividades comerciais em Benjamin Constant”, conclui Grosso.

Acadêmicos conhecem fábrica de temperos regionais.

Acadêmicos conhecem fábrica de temperos regionais.

 

 

Universitários registram sua primeira visita a uma incubadora de empresas.

Universitários registram sua primeira visita a uma incubadora de empresas.

 

 

Empresária do segmento de Doces Regionais conversa com os visitantes.

Empresária do segmento de Doces Regionais conversa com os visitantes.

 

 

No auditório do CIDE, universitários veem vídeo institucional.

No auditório do CIDE, universitários veem vídeo institucional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Professores da UFAM buscam troca de conhecimentos no CIDE

Professores visitam empresa de licores.

Professores visitam empresa de licores.

 

 

Professores da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), dos departamentos de Engenharia Química e de Administração, realizaram uma visita, em novembro, ao Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), com o objetivo de fazer possíveis parcerias para 2017, nas áreas de Pesquisa, Liderança, Empreendedorismo, Biotecnologia e Química.

 

Conforme a professora de Administração, Fabiola Meneguete, no CIDE, os estudantes podem entender como funciona os casos de liderança, de empreendedorismo, a gestão de uma empresa incubada. “Gostaríamos que os estudantes ouvissem e aprendessem, in loco, como funciona uma incubadora de empresas e o que essas empresas estão fazendo na área de Inovação”, disse.

 

Para a professora Yanne Gurgel, do departamento de Engenharia Química da UFAM, as parcerias ajudam na troca de experiências e conhecimentos. “É importante envolver os alunos nesse processo de incubação, inovação e interação, para que eles possam buscar soluções para novos desafios que vão surgir no desenvolvimento de novos produtos, complementando a formação deles”, conta, ressaltando que muitas empresas instaladas no CIDE, desenvolvem atividades relacionadas com a Engenharia Química.

 

O diretor executivo do CIDE, José Barbosa Grosso, comentou que as empresas no CIDE, podem ajudar na formação dos futuros profissionais. “O conhecimento dos empreendedores e profissionais instalados aqui, pode complementar os conhecimentos dos estudantes e vice-versa. Vamos esperar novos contatos para firmar as possíveis parcerias”, conclui.

 

Ao terminar as reuniões com o diretor executivo da incubadora, os professores visitaram algumas empresas de setores relacionados às áreas estudadas na universidade e conversaram com os proprietários.

Professores da Ufam conversam com o diretor executivo, José Barbosa Grosso.

Professores da Ufam conversam com o diretor executivo, José Barbosa Grosso.

 

 

Professores em empresa de temperos regionais.

Professores em empresa de temperos regionais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

}

A despedida do visionário

O idealizador do CIDE, em sua sala, na Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM).

O idealizador do CIDE, em sua sala, na Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM).

 

 

Faleceu na noite desta quinta-feira, 7, em Manaus, aos 92 anos de idade, o empresário Moyses Benarros Israel, um dos fundadores da Federação das Indústrias do estado do Amazonas (FIEAM), idealizador do Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), membro do conselho estadual de notáveis e pessoa de destaque na vida econômica do Estado do Amazonas. O sepultamento estava marcado para às 10h, hoje, no Cemitério Israelita, na Zona Centro-Sul de Manaus.

 

O idealizador do CIDE, nasceu em Manaus, em 10 de fevereiro de 1924, era filho do casal Salomon e Carlota Israel, era um visionário que colocava suas ideias em prática. “Eu não inventei nada porque incubadoras de empresas já existiam em outros lugares. O que eu fiz foi aplicar conhecimentos adquiridos em minhas viagens ao Chile, a centros acadêmicos, em leituras pessoais sobre esse assunto e oferecer oportunidades à demanda local”, disse Israel em uma entrevista para o informativo da incubadora, em setembro do ano passado.

 

Moyses Israel contou que respirava empreendedorismo e sonhou em ser Químico Industrial e era o atual Vice-Presidente da FIEAM. “Eu comecei a trabalhar muito cedo, aos 11 anos de idade. Meu pai tinha um comércio e era representante de empresas. Após a morte dele, minha mãe alugou o negócio e fui trabalhar com os meus tios. A essa idade eu tinha de tirar a poeira do escritório, limpar o banheiro e abrir a porta para os funcionários. E, entregava protocolos. Paralelamente a essas atividades, eu estudava e fazia o curso de datilografia que, naquela época, era importantíssimo”, disse na entrevista.

 

HOMENAGEM

Em 2014, aos 90 anos, foi homenageado com uma biografia, com o livro “Moyses Israel”, da jornalista e historiadora Etelvina Garcia, que relata a trajetória da família e de suas atividades no segmento de exportação de castanha, borracha, juta, petróleo, madeira, entre outros produtos regionais que seguiam, principalmente para o mercado consumidor europeu.

Além da Indústria, o empresário também deu sua contribuição ao setor comercial do Estado, como diretor da Associação Comercial do Amazonas (ACA), por várias vezes.

DEFENSOR DO ENSINO

Como defensor do ensino superior no Estado, na década de 1990, fez a doação de área para a antiga Universidade do Amazonas (UA), atual Universidade Federal do Amazonas (UFAM), onde há incubadora de empresas. “As instituições de educação e pesquisa reconhecem a importância de ter incubadoras de empresas. É importante fomentar e desenvolver novas ideias, e contribuir com o desenvolvimento da sociedade”, disse ele.

Moyses Israel.

Moyses Israel.

 

 

Ao longo da sua trajetória, Moyses Israel foi homenageado diversas vezes.

Ao longo da sua trajetória, Moyses Israel foi homenageado diversas vezes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

}

É possível empreender no campo da Farmácia

Uma técnica de Química, da empresa Anna Morena, fala com estudantes de Farmácia da Ufam.

Uma técnica de Química, da empresa Anna Morena, fala com estudantes de Farmácia da Ufam.

 

 

 

 

Aproximadamente 60 estudantes do curso de Farmácia, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), estiveram, na manhã do último dia 9, no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), para conhecer algumas empresas de perfumaria e cosméticos. A iniciativa serviu como aula de empreendedorismo e prática farmacêutica.

Para a professora Jackeline Marinho, a visita tem um caráter didático para que os estudantes percebam que eles são capazes de ter seu próprio negócio no ramo da Farmácia. “Vir à incubadora é fazer um incentivo a empreender. É um despertar no estudante a capacidade de que ele pode ser um bom profissional e um ótimo empreendedor. É interessante mostrar outros caminhos”, disse.

O estudante do segundo período de Farmácia, Abrames Goes, contou que a visita à incubadora mudou sua forma de pensar. “Agora, eu tenho a ideia de que o empreendedorismo pode ser aplicado em todas as áreas, inclusive na Farmácia”.

Segundo o diretor executivo da incubadora, José Barbosa Grosso, a sua gestão é a que mais recebeu visitas de instituições acadêmicas. “Concluir o ano de 2015 com visitas de universitários, é ótimo. Hoje, o CIDE não é somente um lugar físico para empresários, mas também um local onde estudantes podem aprender de pessoas que um dia foram universitários e hoje são grandes empreendedores. Esse conhecer in loco, esse ouvir histórias empreendedoras incentivam a outros a empreender e a melhorar a nossa economia”, finaliza.

Estudantes ouviram palestra no auditório do CIDE.

Estudantes ouviram palestra no auditório do CIDE.

 

 

Ufam1

 

 

A contadora do CIDE, Aldilene Infante, fala para estudantes de Farmácia da Ufam.

A contadora do CIDE, Aldilene Infante, fala para estudantes de Farmácia da Ufam.

 

 

 

Estudantes de Farmácia da Ufam se orginizam para realizar visita às empresas.

Estudantes de Farmácia da Ufam se orginizam para realizar visita às empresas.

 

 

 

Estudantes de Farmácia experimentam os produtos da empresa de cosméticos Anna Morena.

Estudantes de Farmácia experimentam os produtos da empresa de cosméticos Anna Morena.

 

 

 

Estudantes ouvem história de empreendedorismo em empresa de cosméticos.

Estudantes ouvem história de empreendedorismo em empresa de cosméticos.

 

 

 

Estudantes de Farmácia se despedem.

Estudantes de Farmácia se despedem.

 

 

 

Estudantes de Farmácia da Ufam e funcionárias do CIDE agradecem a visita.

Estudantes de Farmácia da Ufam e funcionárias do CIDE agradecem a visita.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

} else {