Tecnologia a favor das crianças

 

Equipe que desenvolveu o projeto.

Com o objetivo de fazer o lançamento de uma plataforma de jogos interativos para ajudar a crianças a lidar com a raiva e a agressividade, a startup (empresa iniciante com grande potencial tecnológico) Dream Kid apresentou a profissionais da tecnologia, psicólogos, empresários e convidados o FELT, jogo criado para facilitar a educação emocional das crianças com conflitos emocionais internos, que podem ser solucionados de maneira criativa e intuitiva.

A apresentação aconteceu no Instituto de Desenvolvimento e Informática da Amazônia (SIDIA), bairro Parque 10 de novembro, Manaus, e tem o apoio de vários profissionais e instituições, como o Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE). “Nós acreditamos que toda criança merece conhecer a si mesma, aprender sobre o que sente e como pode resolver conflitos internos. Para auxiliar nesta jornada, a criança é apresentada à tartaruga Tuco, um personagem com o qual descobrirá o que é a raiva, os efeitos, as causas e as soluções para lidar com esse sentimento.”, diz a empreendedora Bárbara Nicolau, acrescentando que o intuito dos participantes do projeto é ajudar a profissionais da área educacional e de psicologia infantil no esclarecimento de emoções. “Por meio das emoções vividas pela tartaruguinha, a criança imerge em um exercício, em uma atividade de educação emocional”, conta Bárbara.

A plataforma dispõe de diferentes planos e valores que variam de acordo com o público ou as necessidades da criança. Para mais informações acesse www.feltgame.com

Bárbara Nicolau apresenta os resultados do projeto da Dream Kid.
Bárbara Nicolau agradece o empenho da sua equipe no projeto.
Bárbara Nicolau e a consultora do CIDE, Elizabeth Araújo.
Bárbara Nicolau apresenta as embalagens do produto desenvolvido por ela e sua equipe.

 

Técnicos da 3M conhecem ações no CIDE

Os técnicos da 3M e do SIDIA em uma empresa de doces.

Um grupo da multinacional 3M, que atua em setores diversificados, como Transporte, Saúde, Escritório, Indústria, entre outros, esteve no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), na última semana de agosto, para conhecer as iniciativas e os projetos desenvolvidos por empresas e Startups (empresas iniciantes com grande potencial), instaladas na própria incubadora e que podem ser selecionadas para futuros projetos e programas coordenados pela 3M.

Segundo a Líder da Incubadora de Projetos Internos, Renata Decourt, há empreendedores no CIDE que atendem ao perfil procurado pelos visitantes. “Fizemos uma visita, conhecemos as empresas, produtos e potenciais, e vamos avaliar tudo”, diz Decourt, que contou com o apoio de dois técnicos do Samsung Instituto de Desenvolvimento e Informática da Amazônia (SIDIA).

Durante a visita, os técnicos da 3M se reuniram com a equipe de administração do CIDE, para conhecer o processo de incubação, conheceram o espaço reservado para as Startups e em seguida visitaram as empresas para conversar com os proprietários. Conforme informações dos visitantes, outras incubadoras de Manaus foram visitadas também.

Sinais que o seu negócio está virando uma grande empresa

1. Você está investindo no desenvolvimento de seu pessoal

2. Você está focando a sua empresa em um nicho cada vez mais específico

3. Você está trabalhando na criação de parcerias de negócios

4. Você está preocupado em educar o seu mercado

fonte: www.agendor.com.br

Os técnicos conhecem a estrutura do CIDE.
Os visitantes conhecem o co-working do CIDE.
Os técnicos se reúnem com a administração do CIDE e um empreendedor.
Técnicos fazem degustação de produtos.

 

Videoconferência ajuda formação no CIDE

Administradoras do CIDE e participantes das palestras reunidos para a videoconferência.

Os jovens empreendedores aprovados no Programa Creative Startups, resultado de uma parceria entre Samsung e Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) estão recebendo, via videoconferência, capacitações relacionadas com a área escolhida por eles para que possam desenvolver com êxito seus empreendimentos. Os encontros acontecem no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) que é parceiro da Anprotec nesse projeto.

Segundo a consultora do CIDE, Elizabeth Araújo, que acompanha os jovens nesse processo, a temática das videoconferências obedece uma série de requisitos que estão de acordo com as atividades das startups. “Validação de produtos, Captação de Clientes, Patentes, são alguns dos assuntos abordados nas palestras e formações”, diz a consultora, acrescentando que dez incubadoras do Brasil participam do projeto.

Ainda segundo Elizabeth Araújo, durante as sessões de videoconferências os assuntos, as dúvidas são compartilhados entre os participantes. “Em Manaus, dez jovens participam desse projeto e duas incubadoras de empresas também. Além disso, há algumas formações em que o empresariado das próprias incubadoras podem participar”, diz.

No contexto desse projeto, uma equipe de analistas em Processamento de Dados esteve no CIDE para conhecer e avaliar as instalações. O resultado da visita foi positivo e eles constataram que o espaço empresarial para startups é adequado e atende às necessidades do Programa Creative Startups.

Objetivo

O objetivo da videoconferência é colocar em contato, através de um sistema de vídeo e áudio, duas ou mais pessoas separadas geograficamente.

Durante a sessão de videoconferência, dúvidas são compartilhadas entre todos.

 

“Espaço Startups” do CIDE está entre os melhores

A equipe técnica do CIDE mostra as instalações aos técnicos da Samsung

 

Uma visita técnica, realizada na última semana do mês de março, no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), por representantes do Programa Creative Startup, patrocinado pela Samsung, em parceria com a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), confirmou que a incubadora de empresas supera todas as expectativas exigidas para a ocupação de novos empreendimentos inovadores.

Acompanhados pelo diretor executivo, José B. Grosso, e a equipe técnica da instituição, analistas e especialistas em Processamento de Dados (P&D) “inspecionaram” as instalações reservadas às startups ((negócios inovadores que estão começando). “Viemos conhecer o espaço da incubadora CIDE pessoalmente, o que ela pode oferecer às startups, já que é a primeira vez que a instituição participa do programa”, diz o chefe de P&D, Carlos Matos.

Segundo os técnicos, o centro empresarial possui um espaço adequado com salas para reuniões, auditório, espaços compartilhados (coworking), estacionamento, segurança. “Então, as próximas empresas que venham aqui, estarão bem atendidas”, dizem os especialistas.

Durante a visita ao CIDE, os técnicos lembraram que no mês de maio acontecerá uma nova seleção de startups por meio do programa Creative Startup que podem vir a ocupar a estrutura da incubadora de empresas. “Embora algumas startups decidam estar somente associadas a este centro empresarial, elas poderão usufruir das instalações do mesmo, como sala de reuniões, auditório, etc.”, contou a especialista em P&D, Alessandra Duarte, acrescentando que no momento, no Norte, somente duas incubadoras participam do programa, a do CIDE e a da Universidade Estadual do Amazonas (InUEA).

 

O Programa

O Programa Creative Startups é resultado de uma parceria firmada em 2015 entre a Samsung, a Anprotec e o Centro Coreano de Economia Criativa e Inovação (CCEI), e tem como objetivo identificar, selecionar e oferecer suporte a empreendimentos inovadores em áreas de interesse da Samsung.

Representantes da Samsung conhecem o coworking do CIDE.

CIDE reserva espaço para Startups inovadoras

Espaço possui estacionamento, salas, banheiros e segurança

 

O Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) reservou e preparou um espaço de 240 metros quadrados, conhecido como coworking (compartilhar o mesmo espaço de trabalho), para receber novas startups (negócios que estão começando). As três primeiras empresas a inaugurar o local já foram escolhidas por meio do programa Creative Startups, da Samsung, em parceria com a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), executora do programa.

Para saber mais sobre o projeto da multinacional, uma equipe do CIDE participou, no mês de fevereiro, do BootCamp, em São Paulo, evento que marca o início do processo de aceleração de startups selecionadas. “Nós vamos receber nesse momento três empresas escolhidas no Amazonas que vão ficar instaladas no nosso coworking. Durante nove meses esses jovens empreendedores serão monitorados pelo CIDE e receberão assistência contábil e jurídica, e um relatório vai ser entregue à Anprotec”, diz o diretor executivo do CIDE, José Grosso, que esteve no evento, juntamente com a consultora Elizabeth Araújo e alguns jovens que participam do programa.

O Programa

O Programa Creative Startups é resultado de uma parceria firmada em 2015 entre a Samsung, a Anprotec e o Centro Coreano de Economia Criativa e Inovação (CCEI), e tem como objetivo identificar, selecionar e oferecer suporte a empreendimentos inovadores em áreas de interesse da Samsung. “Nossa ida a São Paulo nos proporciona mais conhecimentos sobre o programa e nos ajuda a definir nosso papel no desenvolvimento de projetos inovadores”, diz o diretor executivo, recordando que houve ótima interação com os participantes e com outras incubadoras de empresas do Brasil.

A iniciativa tem o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação (MCTIC) amparado pela Lei de Informática. “A startup melhor classificada de todos os projetos irá à Coreia do Sul para apresentar o seu projeto”, conclui José B. Grosso.

São 240 metros quadrados. O espaço é conhecido como coworking (compartilhar o mesmo espaço de trabalho).
Representantes do CIDE e os jovens associados da incubadora no evento da Samsung.
Durante o evento da Samsung, um vídeo institucional do CIDE foi exibido aos participantes.
Os jovens associados do CIDE, Marcos Farias e Wesley Monteiro, participam das atividades.