• 92 3216-3892
  • secretaria@cide.org.br

Arquivo da tag reunião

Empreendedores do CIDE no CBA

Reunião no CIDE para discutir a participação no evento.

Empresas dos setores Alimentação, Cosméticos e Tecnologia, instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), foram convidadas a expor seus produtos, projetos e serviços no I Encontro de Empreendedorismo e Inovação da Amazônia. O evento vai ser realizado nesta semana, nos dias 2 e 3 de dezembro, no Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), em Manaus.

Durante vários dias houve reuniões no CIDE com consultores de negócios e empresários, para estruturar a participação dos empreendedores no evento. “É uma ótima oportunidade para divulgar novos produtos regionais e inovadores”, disse o diretor executivo José Grosso.

Coordenado pelo CBA e pela Associação do Polo Digital de Manaus (APDM), o evento é aberto ao público em geral e as inscrições são gratuitas, e reunirá cerca de 40 institutos de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICTs) e startups locais.

Segundo os coordenadores, o Encontro terá também a intenção de demonstrar a importância de investimentos oriundos do modelo Zona Franca de Manaus, a partir de recursos relacionados à Lei de Informática, para o desenvolvimento científico e tecnológico regional.

O diretor executivo, José Grosso, discute com empresários a participação de cada um.

Na reunião, consultores de negócios explicam a importância do evento.

Um lugar somente para os amazônicos

Uma equipe da Emporium Amazônico se reúne com empresários do CIDE.

Uma equipe da Emporium Amazônico esteve no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), nas últimas semanas de 2018, para conversar com os empresários que comercializam produtos com matéria-prima regional e propor a eles a montagem de uma plataforma de Marketplace, onde todos os produtos, considerados amazônicos, estejam à disposição de compradores e consumidores.

Segundo o empresário Sidney Siqueira, a ideia é unir todos os empresários que produzem e comercializem produtos da Região em um único lugar. “Nesse primeiro momento, estamos reunindo as empresas que trabalham com produtos amazônicos. Depois, passaremos a unir todos os produtos relacionados com a marca Amazônia em um só lugar, disponibilizando ou ofertando esses produtos aos compradores e consumidores”, conta Siqueira, acrescentando que o primeiro passo seria dado de forma virtual, por meio de um site, ao qual os clientes teriam acesso para escolher e comprar. “Os produtos amazônicos estariam em uma prateleira on-line e a loja física seria o segundo passo”, diz Siqueira.

Durante a reunião muitos empresários instalados no CIDE falaram sobre o problema de logística. “O próximo passo será uma conversa particular com cada empresário para identificar os problemas de logística e apresentar soluções. Acreditamos que esses problemas não serão um obstáculo para esse projeto”, conclui Siqueira.

O que é Marketplace?

Marketplace é um local onde se faz comércio de bens e serviços. A palavra é uma junção dos termos ingleses market, que significa “mercado” e place, que significa “lugar”. O mercado pode acontecer em um espaço físico (real) ou em um espaço virtual.

Em reunião, foram apresentadas as principais ideias do projeto.

Empresários, instalados no CIDE, reunidos com representantes da Emporium Amazônico.

 

 

Palestras no CIDE dão apoio às empresas

Cam2

Evento reuniu secretários estaduais, empreendedores e representantes de instituições de pesquisa.

 

O Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) recebeu, no mês de abril, a 121ª reunião da Câmara da Micro e Pequenas Empresas, com o objetivo de discutir e informar sobre formação empresarial e divulgação de projetos empresariais por parte das secretarias estaduais, bem como intensificar o contato com as incubadoras de empresa.

 

Durante a reunião foram realizadas diversas palestras de apoio às empresas vinculadas a incubadoras. “Estou muito satisfeito com a participação de todos porque nessas reuniões, os empresários conhecem as instituições que podem dar apoio a seus projetos”, diz o diretor executivo do CIDE, José Barbosa Grosso.

 

O evento contou com as presenças do secretário executivo da Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (SEPLAN-CTI), Gustavo Igrejas, o secretário da Secretaria de Estado do Trabalho (SETRAB), Breno Ortiz, do vice-presidente da Junta Comercial do Estado do Amazonas (JUCEA), Caio Fernandes e da diretora da Rede Amazônica de Instituições em Prol do Empreendedorismo e a Inovação (RAMI), Jane Moura, e do licenciado em Letras, especialista em Comunicação e Expressão, Francisco Lavor.

Palestrantes falam para os empreendedores do CIDE.

Palestrantes falam para os empreendedores do CIDE.

 

Cam3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Reunião no CIDE para lançamento oficial do PNCE

Comitê Gestor do PNCE se reúne com instituições participantes no CIDE.

Comitê Gestor do PNCE se reúne com representantes de instituições participantes no CIDE.

 

 

O Comitê Gestor e de Divulgação do Plano Nacional de Cultura Exportadora (PNCE) se reuniu nesta segunda-feira, 11, no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), para comunicar o lançamento oficial do plano a toda sociedade amazonense, na próxima sexta-feira, 15, na Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), a partir das 9hs. O evento é gratuito e aberto ao público.

 

O lançamento coincide com a reunião do Conselho Administrativo da Suframa e contará com a presença do ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira. “Depois do lançamento, acontecerá no mesmo dia, palestras do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) sobre financiamentos e do Ministério de Relações Exteriores sobre o papel dos setores comerciais dentro das embaixadas”, disse a coordenadora local do PNCE, Sandra Almeida.

 

As empresas participantes contarão com uma gama de ferramentas de treinamento, capacitação, consultoria para adequação de produtos e identificação de mercados. “Haverá atendimento aos empreendedores e empresários que queiram tirar dúvidas”, finaliza Almeida.

 

O objetivo do PNCE é aumentar o número de empresas que operam no comércio exterior e, consequentemente, aumentar as exportações do Estado. Contando com a participação de centros de incubação empresarial, federações de comércio, associações, cooperativas e órgãos ligados ao empreendedorismo regional, como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Reunião discute a participação de todos no lançamento oficial do PNCE.

Reunião discute a participação de todos no lançamento oficial do PNCE.

 

 

PN2

 

 

 

PN5

 

 

 

PN6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

document.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);

Olimpíadas 2016: Empresas podem ter espaço internacional na Arena da Amazônia

Empresários participam de reunião do projeto "Chama Empreendedora".

Empresários participam de reunião do projeto “Chama Empreendedora”.

 

 

Empresas do segmento de Alimentos feitos com produtos da Amazônia e instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) podem participar do projeto “Chama Empreendedora” e expor seus produtos durante as Olimpíadas 2016, na Arena da Amazônia.

 

Segundo a coordenadora local do Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE), Sandra Almeida, o projeto é uma oportunidade de fazer negócios durante as Olimpíadas 2016. “Esse projeto nasceu na Associação Comercial do Rio de Janeiro e estendeu-se por todas as cidades pelas quais vai passar a tocha olímpica”, diz.

 

Ainda conforme Almeida, a preparação e a participação dos empresários no projeto “Chama empreendedora” vai até as olimpíadas de 2020. “É um processo que começa agora com as empresas que estão prontas para exportar, juntamente com os parceiros institucionais”, conta, acrescentando que o nome “Amazônia” tem um poder de marketing muito forte.

 

Para o diretor executivo do CIDE, José Barbosa Grosso, as empresas da incubadora têm produtos capazes de competir com os de outros países. “Essas empresas são capazes de ocupar um espaço nacional e internacional porque fazem ótimos produtos com ingredientes da Amazônia”, finaliza.

 

 

Empreendedores, instalados no CIDE, do segmento de Alimento e Confeitaria, foram convidados à reunião.

Empreendedores, instalados no CIDE, do segmento de Alimento e Confeitaria, foram convidados à reunião.

 

Suf3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

}

Pular para a barra de ferramentas