• 92 3216-3892
  • secretaria@cide.org.br

Arquivo da tag mercado

Taiwan se aproxima do CIDE

Representantes de Taiwan conversam com o diretor executivo do CIDE, José Grosso.

Representantes do Conselho para Desenvolvimento do Comércio Exterior de Taiwan (TAITRA) estiveram no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), no mês de março, para oferecer ajuda empresarial às empresas incubadas, melhorando assim sua capacitação e competitividade no mercado local e internacional.

No Brasil, a TAITRA possui um escritório em São Paulo e promove o desenvolvimento de empresas que estão começando no mercado. “Nós queremos colocar os serviços da TAITRA à disposição das empresas instaladas no CIDE. Sabemos que aqui há empresas que estão começando e queremos colocar a tecnologia desenvolvida em Taiwan a serviço do pequeno empresário por meio de parcerias”, destaca o representante da TAITRA, Suen Sik Lung.

Durante a reunião com o diretor executivo do CIDE, José Barbosa Grosso, e com técnicos da incubadora, Suen Sik Lung convidou a instituição a participar de feiras que vão acontecer ao longo de 2019 em Taiwan. “Realizamos várias feiras em Taiwan, como feira de informática, feira de alimentos e outras. Esperamos que haja interessados no futuro. Seguiremos em contato com o CIDE”, conclui o representante da TAITRA.

Para José Grosso, o papel da incubadora é divulgar o que foi discutido na reunião e selecionar as empresas interessadas em participar de feiras e parcerias com a TAITRA. “É um processo que vai ser realizado com a ajuda de outros parceiros como o Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM). Esperamos que muitas empresas se interessem em participar desse novo projeto”, diz.

Durante a reunião os visitantes esclareceram as propostas

 

Produtos regionais recheiam a Páscoa local

Produtos produzidos por Amazon Doces

Cada ano, grandes marcas do segmento lançam novos modelos e formatos de ovos de chocolate para a Páscoa. Diante desse cenário, as pequenas empresas e empreendedores de doces artesanais tiveram que se capacitar e investir em novas técnicas de produção para se diferenciar da concorrência que cresce todos os anos.

Um exemplo concreto, é a Amazon Doces, empresa instalada no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), que fabrica seus próprios ovos de chocolate com ingredientes regionais, buscando a criatividade do artesanato local.

Especialistas na área dizem que a segmentação pode ser uma estratégia porque há públicos e consumidores para uma lista enorme de ovos de Páscoa que valorizam o produto. “Para este ano, temos bombons de Páscoa, ovos de chocolate em caixas, brigadeiros, todos os produtos com ingredientes regionais, como cupuaçu com pimenta murupi, açaí, buriti, araçá-boi e cubiu”, diz a proprietária Jane Barros.

Além do Chocolate

Além disso, o consumidor de hoje vê no chocolate de ovo de Páscoa um presente para a namorada, namorado, mãe, avó e amigos. Por isso, muitos especialistas no mercado dizem que a dica é fazer diferente, investindo em qualidade e atendimento, criando uma fantástica experiência de compra. “Nossas cestas e caixas artesanais são feitas pelos artesãos dos municípios do Amazonas, como São Gabriel da Cachoeira, Rio Preto da Eva e Careiro Castanho. É um trabalho desenvolvido pelas próprias comunidades desses municípios, de forma sustentável. Ganha o artesão, o fabricante e o cliente que vai consumir um produto artesanal e de qualidade, sem industrialização”, comenta Jane Barros.

Boa perspectiva

O período de Páscoa é uma das melhores datas para a indústria de chocolate no ano, gera um aumento significativo na produção e em empregos temporários, aquecendo a economia. “No ano passado, vendemos 6 mil ovos de chocolate, somando mais de 10 mil produtos. Este ano queremos chegar a 15 mil ovos de chocolate”, diz a empresária Jane Barros, lembrando que no interior do Estado tem bons clientes. “Já recebemos uma venda de 5 mil ovos de Páscoa para o interior do Amazonas, para os municípios de Altazes e Manicoré, e os nossos produtos podem ser encontrados em mercadinhos desses municípios”, conclui a empreendedora.

Em números

Segundo a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), em 2018 foram produzidas mais de 11 mil toneladas de ovos e produtos de Páscoa, número 26% maior que o registrado em 2017. Para atender a demanda de Páscoa deste ano, as indústrias e o varejo geraram mais de 18 mil vagas de empregos temporários, tanto em fábrica quanto em pontos de venda.

Produção de ovos de Páscoa na fábrica da Amazon Doces

Além de ovos de Páscoa, a Amazon Doces colocou no mercado caixas artesanais com chocolate

 

Concentrado de guaraná com o gosto do cliente

O gestor, Marcos Ferrari, é o encarregado de instalar a empresa no CIDE

O gestor, Marcos Ferrari, é o encarregado de instalar a empresa no CIDE

 

 

Tem sobrenome de carro italiano, Marcos Ferrari, e sempre trabalhou em cargos importantes de empresas de refrigerantes por todo o Brasil, inclusive em Manaus.

 

É o gestor que vai inaugurar, no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), no mês de dezembro, a fábrica de concentrados para refrigerantes, chamada Antares, que pretende atender às indústrias de bebidas não alcoólicas locais e nacionais.

 

Com a instalação da fábrica, no Cide, Marcos Ferrari vai trazer o guaraná de Maués (município a 268 quilómetros de Manaus em linha reta) e transformá-lo em concentrados para bebidas. “Esse mercado de bebidas é muito grande. Então, o que nós vamos fazer é vender o concentrado para que as empresas de bebidas produzam o refrigerante de guaraná e outros sabores”, conta o diretor.

 

Ainda conforme Ferrari, já surgiram empresas fabricantes de refrigerantes interessadas em adquirir o produto regional da Antares. “O guaraná é um produto regional e mundial, mas nós vamos produzir concentrados também para refrigerantes de uva, laranja, enérgicos, sucos, chás, etc., de acordo com o gosto do cliente, ou seja, personalizado. Podemos fazer uma fórmula exclusiva para o cliente”, diz, acrescentando que a análise do produto será feita por um laboratório que também está instalado no CIDE, o CQLab.

 

CONCENTRADOS são misturas de extratos, óleos e destilados de frutas ou vegetais. É o “coração” do refrigerante.

 

Composição do refrigerante

Água com gás, açúcar, aroma, acidulantes e conservantes. Todos esses ingredientes são misturados para a fabricação do refrigerante.

A Antares vai concentrar todos esses ingredientes, exceto a água com gás e o açúcar.

 

A vantagem de estar no CIDE

Segundo o gestor, Ferrari, a decisão de incubar-se no CIDE partiu do fato de que a incubadora oferece uma estrutura invejável. “Estamos em um cenário em que a tendência é melhorar e realizamos um estudo de viabilidade antes de tomar a decisão de empreender. Eu já tinha ouvido falar do CIDE e conhecia o processo de incubação. Aqui nós temos um espaço com auditório, sala de reuniões, segurança, enfim, uma estrutura necessária para qualquer empresa”, conclui.

 

Para saber mais

email: ferrari.antaresconcentrados.com.br

Tel. 98112-8877

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

}

Pular para a barra de ferramentas