• 92 3216-3892
  • secretaria@cide.org.br

Arquivo da tag mercado interno

Para exportar é preciso formação e informação

O coordenador geral dos programas de apoio à exportação, Flávio Pimentel, na FIEAM.

O coordenador geral dos programas de apoio à exportação, Flávio Pimentel, na FIEAM.

O coordenador geral dos programas de apoio à exportação, dentro da Secretaria de Comércio Exterior, Flávio Martins Pimentel, esteve, no segundo semestre deste ano, na Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), para falar sobre exportação aos microempresários e interessados no assunto, no 1º Seminário Difusão da Cultura Exportadora do Estado do Amazonas. O informativo “Empresarial” teve a oportunidade de entrevistá-lo.

Que tipo de produtos as microempresas poderiam exportar?

Vários. Por exemplo, há casos de sucesso de empresas que atuam no campo da Moda e Praia exportando seus produtos. Na área de produtos orgânicos também há casos de sucesso, como a exportação de cacau orgânico; os produtos de perfumaria feitos com ingredientes naturais. Enfim, são produtos que alcançam nichos de mercado e conseguem ser competitivos.

Todos os produtos podem ser exportados?

As microempresas têm um caminho a percorrer, preparando-se para o mercado externo. Nem sempre o produto que atende às exigências do mercado interno, atende às exigências do mercado externo. Portanto, elas têm de verificar qual é o mercado que elas querem alcançar, qual é o país para onde o produto destinado vai encontrar mais competitividade. Então existe toda uma metodologia e preparação para identificar o mercado onde eu quero vender meu produto.

Qual conselho o senhor dá aos microempresários que desejam exportar?

Para o empresário pequeno, nós sempre sugerimos começar exportando para mercados próximos, para países fronteiriço e não dispersar totalmente o produto exportado. E, em casos de produtos da área agrícola e alimentos, há todo um processo de cuidado sanitário, inspeções e autorizações. Não é simplesmente querer exportar.

Como hoje em dia ninguém faz nada sozinho, o microempresário tem de buscar o apoio de um conjunto de entidades, como o SEBRAE, o Correio, o Ministério da Indústria e Comércio Exterior, a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Confederação Nacional da Indústria (CNI), entre outras que apoiam a cultura exportadora para se capacitar e preparar a sua empresa para a exportação dos seus produtos.

if (document.currentScript) {