Preparação para depois da incubação

O coach, Geraldo Magela, e os empresários durante a penúltima formação de 2017.

Aproximadamente dez empresas instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) realizaram uma capacitação de “pós-período de incubação”, pensada para enfrentar os desafios fora da incubadora. A formação aconteceu no próprio centro, com o apoio do Departamento de Assistência à Média e Pequena Indústria (DAMPI), da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM).

Segundo o economista e coach, Geraldo Magela, os empresários instalados devem ter uma formação constante e não podem deixar para depois os desafios “pós-incubadora”. “Há casos em que os empreendedores trazem a família para o seu próprio negócio. Isso não é problema. Mas, o que não pode acontecer é que a empresa se torne um ‘cabide de emprego’ para parentes sem o perfil desejado que ajude o negócio a crescer. Família é família e negócio é negócio”, diz Magela, acrescentando que o empreendedor deve profissionalizar os seus colaboradores.

Continuar lendo Preparação para depois da incubação

Novos empreendedores desejam entrar no CIDE

Antonio Dias apresenta projeto para a administração do CIDE.
Empreendedor apresenta projetos para a administração do CIDE.

 

A fim de começar o processo de incubação de novos negócios dentro do Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), alguns empreendedores realizaram, no mês de julho, a apresentação do Plano de Negócios, requisito indispensável no processo de instalação de novas empresas, à equipe de consultores e administradores da incubadora.

A primeira em participar do processo foi uma empresa de desenvolvimento de sistemas de informática para auxiliar na gestão e automação industrial. “Eu decidi vir ao CIDE, devido a diversos fatores. O primeiro é a logística porque estou perto das indústrias do Polo Industrial de Manaus (PIM) e a estrutura física da incubadora ajuda; o espaço privilegiado e o apoio nos assuntos relacionados ao meu negócio”, diz o empresário Jonathas Ferreira, lembrando que grandes empresas de tecnologia passaram pela incubadora e tiveram êxitos nos seus projetos.

Diante da equipe de administração da incubadora de empresas, o novo candidato explicou em que consiste as atividades da sua empresa e que benefícios traz à sociedade. “Propomos melhoras na qualidade de vida da população por meio dos nossos aplicativos para computadores e celulares em serviços de transporte, segurança e localização, processos na produção comercial e industrial”, destaca o empresário Ferreira.

Com a proposta de atuar no segmento de matérias-primas para cosméticos, a empresa HERBRAM apresentou seus objetivos aos avaliadores do CIDE. “Iremos fabricar extratos e óleos vegetais como matéria-prima para grandes empresas farmacêuticas, cosméticas e alimentares. O objetivo da nossa vinda à incubadora é aumentar nossa capacidade produtiva e inovar com o lançamento de novos produtos ao público”, diz o sócio proprietário Antonio Dias, acrescentando que os produtos da sua empresa são 100% amazônicos.

Ainda segundo Dias, a HERBRAM já iniciou contatos e parcerias com empresas do CIDE, com o objetivo de criar produtos mais inovadores e abrir novas áreas de negócios e de vendas, nos segmentos de cosméticos, alimentos e suplementos alimentares. “Também queremos atender diretamente o consumidor final com os nossos produtos inovadores”, conclui.

O empresário Jonathas Ferreira apresenta projeto à comissão do CIDE.
O empresário Jonathas Ferreira apresenta projeto à comissão do CIDE.
Empresários conversam com a equipe administrativa da incubadora sobre futura instalação.
Empresários conversam com a equipe administrativa da incubadora sobre futura instalação.

 

 

Apresentação dos candidatos é um requisito importante.
Apresentação dos candidatos é um requisito importante.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CIDE realiza Primeiro Workshop sobre o CERNE

O diretor executivo do CIDE, José Barbosa Grosso, a coordenadora do CERNE no CIDE, Rosália Padilha, e os palestrantes Thiago Moura e Fredson Encarnação.
O diretor executivo do CIDE, José Barbosa Grosso, a coordenadora do CERNE no CIDE, Rosália Padilha, e os palestrantes Thiago Moura e Fredson Encarnação.

 

 

Com o objetivo de dar mais um passo no processo de implantação e fortalecimento da metodologia do Centro de Referência para Apoio a Novos empreendimentos (CERNE), o Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) realizou, na primeira semana de agosto, o “Primeiro Workshop Cide”, no qual participaram palestrantes do próprio centro de incubação, de empresas associadas e do Sistema Nacional (Senai).

 

Diante do empresariado do CIDE, o diretor executivo da incubadora, José Barbosa Grosso, fez a abertura do evento, agradecendo a participação de todos no processo de implantação do método CERNE na incubadora empresas. “Esse método vai trazer benefícios para todos”, afirma.

 

Palestras

A primeira palestra, com o tema “O que é o Método CERNE”, ficou a cargo da coordenadora do projeto no CIDE, Rosália Padilha, que explicou para os empresários as etapas pelas quais as empresas instaladas e a própria incubadora vão passar ao longo dos próximos meses. “É um projeto que utilizará a metodologia CERNE, que é uma plataforma de soluções com qualificação, práticas e processos estabelecidos, e é válido para todas as incubadoras do Brasil, visando à melhoria em planejamentos, capacitação, empreendimentos, assessorias, consultorias, acompanhamento, etc. Desse modo, podemos ter empreendimentos de sucesso”, destaca.

 

A segunda palestra foi ministrada pelo instrutor do Senai, Thiago Moura, que ofereceu um cenário geral sobre empreendedorismo e inovação. “Nós, do Senai, fomentamos a inovação dentro das empresas, apoiando projetos, dando suporte para que os empreendedores possam se beneficiar das suas ideias e alcançar ótimos resultados”, diz.

 

O instrutor mostrou também aos participantes as instituições que abrem editais para novos projetos de empreendedorismo. “Espero que o empresariado do Cide faça uso dos diversos benefícios que estão disponíveis à inovação”, encerrou.

 

A terceira e última palestra foi sobre “cases de sucesso” e o encarregado de transmitir a experiência sobre o assunto foi o associado ao Cide e proprietário da Fabriq, Fredson Encarnação, que passou pelo processo de incubação, ganhou muitos reconhecimentos e prêmios locais e nacionais e interagiu com os participantes.

 

Encarnação falou da trajetória da sua empresa, das dificuldades e superações vividas por ele. “Devemos nos preparar para os desafios que aparecem quando estivermos fora do Cide. Sair da incubadora já é um desafio. Quem está preparado para deixar a incubadora?”, perguntou ele aos empreendedores.

 

Após a palestra, o diretor executivo do CIDE, José Barbosa Grosso, pediu ao empresariado da incubadora que se manifestasse e expressasse sua opinião sobre o processo de incubação e muitos empresários instalados compartilharam o que sentem e agradeceram o apoio.

Funcionários do CIDE, palestrantes, convidados e o empresariado local participaram do Workshop.
Funcionários do CIDE, palestrantes, convidados e o empresariado local participaram do Workshop.

 

 

A coordenadora do CERNE no CIDE, Rosália Padilha, fala aos participantes.
A coordenadora do CERNE no CIDE, Rosália Padilha, fala aos participantes.

 

Thiago Moura, do Senai, falou sobre Empreendedorismo e Inovação.
Thiago Moura, do Senai, falou sobre Empreendedorismo e Inovação.

 

Fredson Encarnação, da Fabriq, foi o terceiro palestrante.
Fredson Encarnação, da Fabriq, foi o terceiro palestrante.

 

Marco Agra, da empresa Temperos da Amazônia, fala aos participantes do evento.
Marco Agra, da empresa Temperos da Amazônia, fala aos participantes do evento.

 

Jane, proprietária da Amazon Doces, expressa sua opiniao diante dos participantes do evento.
Jane, proprietária da Amazon Doces, expressa sua opiniao diante dos participantes do evento.

 

Kelen, administradora da empresa Oscar Flues, dá sua opinião sobre o processo de incubação no CIDE.
Kelen, administradora da empresa Oscar Flues, dá sua opinião sobre o processo de incubação no CIDE.

 

 

Daniele, uma das proprietárias da empresa Trembão, expressa sua alegria de estar no CIDE.
Daniele, uma das proprietárias da empresa Trembão, expressa sua alegria de estar no CIDE.

 

Parte da coordenação do Workshop com a coordenadora do CIDE 2, Elizabeth Araújo (à dir.).
Parte da coordenação do Workshop com a coordenadora do CIDE 2, Elizabeth Araújo (à dir.).

 

As contadoras Aldilene Infante (à dir.) e Mirian Romano (à esq.), no evento.
As contadoras Aldilene Infante (à dir.) e Mirian Romano (à esq.), no evento.

 

 

Parada para um lanche e confraternização entre os participantes.
Parada para um lanche e confraternização entre os participantes.

 

 

Organizadores do evento, durante o café da tarde.
Organizadores do evento, durante o café da tarde.

 

Organizadoras do Workshop, durante o café da tarde.
Organizadoras do Workshop, durante o café da tarde.

 

 

Organizadores do evento, durante as palestras.
Organizadores do evento, durante as palestras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

d.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);