• 92 3216-3892
  • secretaria@cide.org.br

Arquivo da tag Formação

Empreendedoras unidas

A coordenadora Rosângela Bentes fala com as empreendedoras

O Instituto Rede Mulher Empreendedora (RME), com o apoio de várias instituições de empreendedorismo, incluindo o Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), promoveu o programa “Ela Pode”, que capacita mulheres, tornando-as confiantes e preparadas para o desenvolvimento pessoal e profissional. O evento aconteceu na Escola Superior de Ciências da Saúde (ESA/UEA).

“Nós realizamos várias ações de empreendedorismo feminino para as mulheres porque a mulher empreende de forma diferente, ela precisa se fortalecer”, diz a representante da RME, Rosângela Bentes.

Participantes da palestra realizam exercícios

Empreendedoras de vários segmentos participam da formação

 

Práticas de higiene para funcionários da Sabores de Tradição

Funcionários da Sabores de Tradição aguardam início do curso

A empresa de alimentos, Sabores de Tradição, instalada no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), realizou uma formação a seus cooperadores, sobre Práticas de Higiene para saber e praticar a forma correta de trabalhar e manusear os alimentos.

Para a empresária Alessandra Mourão, a capacitação era necessária porque a equipe da Sabores está formada por jovens e antigos funcionários que trabalham constantemente com os alimentos elaborados pela empresa. “Foram dois dias de curso de capacitação e tenho certeza que vão colocar em prática o que aprenderam na formação. A partir de agora vamos fazer algumas adaptações no processo de elaboração dos alimentos para que a teoria e a prática estejam bem unidas”, diz Alessandra Mourão.

Ainda segundo a proprietária, o curso também tem um efeito positivo para o consumidor. “Uma vez que você segue toda a rotina das boas práticas com os alimentos, a qualidade do teu produto vai ser muito melhor. Um dos efeitos é a falta de risco de contaminação do produto para o consumidor final, ele vai consumir um produto de ótima procedência, com valor agregado, com ótima qualidade”, conta a empresária.

O treinamento, conforme a farmacêutica Ingrid Souza, permite que a qualidade esteja na produção do produto e no próprio produto. “O grande beneficiário dessa capacitação é o consumidor final, porque ele vai consumir um produto que passou por normas de higienização durante a sua elaboração”, conclui Souza.

Funcionários da Sabores de Tradição

 

Curso técnico de Coari conhece o CIDE

Estudantes, professores e técnicos administrativos do CIDE

Uma turma, formada por professores e estudantes do terceiro ano de Administração do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), da cidade de Coari (município a 366 quilômetros de Manaus), concluiu o ciclo de visitas de escolas do interior do Amazonas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) para o ano de 2018, com a finalidade de complementar as aulas teóricas.

Os alunos de Administração viajaram durante 22 horas para chegar a Manaus. A maioria veio por primeira vez à capital. “Uma das matérias do curso é a disciplina de Empreendedorismo. E queríamos complementar a parte teórica com uma visita ao CIDE, para que os estudantes tivessem noções de como funciona uma incubadora de empresas, conhecer os ambientes de uma fábrica, de uma empresa, a produção…”, diz a coordenadora do curso, Liliane de Oliveira, acrescentando que os alunos precisam conhecer novos ambientes de trabalho, criar uma consciência empreendedora porque o mundo está em constante transformação.

Depois de ouvirem uma palestra do auditório do CIDE, os estudantes visitaram empresas que trabalham com matéria prima regional e tiveram a oportunidade de conversar com os empresários.

Este ano o CIDE recebeu mais de 15 grupos de estudantes de cursos universitários e técnicos que procuraram a instituição para conhecer processos e produtos, como cosméticos, alimentos, laboratórios de análises, perfumaria, doces e empresas de informática.

As visitas foram motivadas por complementar os estudos teóricos, ouvir histórias de empreendedorismo dos próprios proprietários e conhecer como funciona uma incubadora de empresas de base tecnológica.

Estudantes de Coari ouvem palestra no auditório do CIDE

Estudantes no auditório do CIDE

Estudantes esperam para entrar nas instalações de empresas

Estudantes conhecem os espaços da incubadora

 

Estudantes do IFAM visitam o CIDE para complementar a formação de empreendedorismo

Estudantes e a equipe administrativa do CIDE

Mais de 30 jovens estudantes do curso de Informática, da disciplina Empreendedorismo e Cooperativismo, do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), estiveram no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) para complementar a formação, visitando as empresas instaladas e conversando com os empreendedores instalados no local.

A visitação começou pelo auditório da instituição, onde eles escutaram várias palestras sobre processos de incubação, empreendedorismo na área de Tecnologia e apresentaram ideias desenvolvidas ao longo do curso. “Durante as aulas, surgem ideias e propostas dos próprios estudantes. São ideias viáveis. Portanto, decidimos trazê-los aqui para que eles conheçam o ambiente de uma incubadora de empresas e que no futuro façam parcerias com o CIDE”, conta o professor Eltton Carneiro.

Ainda segundo o professor, atualmente, muitos alunos mudaram de ideia respeito à sua formação acadêmica e ao seu futuro. “Antes, a visão de empreendedorismo dos estudantes era quase zero. Agora, o que nós percebemos é que muitos estudantes querem empreender, querem colocar em prática a sua ideia”, diz Eltton, acrescentando que o Ifam mantém parcerias que ajudam os alunos no desenvolvimento de suas ideias. “Não é fácil empreender no Brasil, mas, detrás de cada empreendedor, há fé, persistência, sacrifícios, formação, parcerias e muito amor”, conclui o docente.

Empresário e empreendedor

Isabelle Lima foi uma das estudantes que participou da visita e tirou dúvidas durante as palestras. “Para mim, a parte mais importante foi quando eu aprendi que um negócio funciona melhor com parcerias porque sozinho é mais difícil. Temos que fazer planejamentos, ter metas para que o negócio possa evoluir e dar frutos”, conta, dizendo também que conseguiu compreender uma grande dúvida que ela tinha. “Eu aprendi também que ser empreendedor não significa ser empresário. Nós temos que saber administrar o próprio negócio”, finaliza.

Estudantes do Ifam entram nas instalações do CIDE

A primeira parada dos estudantes foi no auditório do CIDE

O diretor executivo do CIDE, José Grosso, fala com os estudantes

Professores do Ifam fazem perguntas sobre o processo de incubação

Palestrante fala para os estudantes do Ifam

Estudante do Ifam apresenta projeto

Estudantes e professores do Ifam no auditório do CIDE

Estudantes visitam empresa de doces

 

Preparação para depois da incubação

O coach, Geraldo Magela, e os empresários durante a penúltima formação de 2017.

Aproximadamente dez empresas instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) realizaram uma capacitação de “pós-período de incubação”, pensada para enfrentar os desafios fora da incubadora. A formação aconteceu no próprio centro, com o apoio do Departamento de Assistência à Média e Pequena Indústria (DAMPI), da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM).

Segundo o economista e coach, Geraldo Magela, os empresários instalados devem ter uma formação constante e não podem deixar para depois os desafios “pós-incubadora”. “Há casos em que os empreendedores trazem a família para o seu próprio negócio. Isso não é problema. Mas, o que não pode acontecer é que a empresa se torne um ‘cabide de emprego’ para parentes sem o perfil desejado que ajude o negócio a crescer. Família é família e negócio é negócio”, diz Magela, acrescentando que o empreendedor deve profissionalizar os seus colaboradores.

Pular para a barra de ferramentas