• 92 3216-3892
  • secretaria@cide.org.br

Arquivo da tag equipamentos

Empresa apresenta máquinas injetoras

O empresário José Grees (à direita) recepciona os convidados.

 

Para aproximar empresários e profissionais, ligados ao setor industrial de plásticos, ao conhecimento de novas máquinas injetoras de última geração, a empresa Aliança Representações Comerciais, instalada no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), realizou uma tarde de seminário e exposições, no mês de agosto, onde convidados tiveram a oportunidade de conhecer a funcionalidade de novos equipamentos de injeção plástica e fazer negócios.

Segundo o sócio-proprietário, José Grees, a apresentação consistiu em divulgar os produtos da multinacional Haitian, que possui uma linha enorme de injetoras hidráulicas, elétricas, híbridas e comercializa com várias empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM). “Hoje em dia, um produto eletrônico, como uma televisão, ou uma simples vassoura possui mais 80% de peças plásticas. Então, essas peças plásticas são fabricadas por meio de uma máquina injetora, que é um equipamento muito confiável”, diz o empreendedor que representa a marca no Amazonas.

Para o evento, a Aliança Representações Comerciais trouxe o gerente técnico da Haitian, Roberto Melo, que fez a apresentação dos produtos Haitian e explicou como a tecnologia da marca pode ser aplicada nos diversos serviços e produtos do PIM e do comércio de Manaus. “O seminário serviu também para dar uma espécie de treinamento geral aos convidados”, finaliza Grees.

Empresários, no auditório do CIDE, ouvem palestra e conhecem os novos modelos de máquinas injetoras.

 

 

O termo “incubadora”, um resumo

Equipe de televisão visita incubadora para conversar com empreendedores de sucesso.

Equipe de televisão visita incubadora para conversar com empreendedores de sucesso.

 

 

 

O modelo precursor do processo de incubação de empresas, como conhecemos hoje, surgiu em 1959 no estado de Nova Iorque (EUA), quando uma das fábricas da Massey Ferguson fechou, deixando um significativo número de residentes novaiorquinos desempregados. Joseph Mancuso, comprador das instalações da fábrica, resolveu sublocar o espaço para pequenas empresas iniciantes, que compartilhavam equipamentos e serviços.

Além da infra-estrutura física das instalações, Mancuso adicionou ao modelo um conjunto de serviços que poderiam ser compartilhados pelas empresas ali instaladas, como secretaria, contabilidade, vendas, marketing e outros, o que reduzia os custos operacionais das empresas e aumentava a competitividade. Uma das primeiras empresas instaladas na área foi um aviário, o que conferiu ao prédio a designação de “incubadora”.

Vale do Silício

Nos anos 70, já na conhecida região do Vale do Silício, nos Estados Unidos, as incubadoras apareceram como meio de incentivar universitários recém-graduados a disseminar suas inovações

Pular para a barra de ferramentas