Incubadora fomenta relações entre empresários em confraternização

 

O diretor executivo, José B. Grosso, faz a abertura da confraternização

Vários empresários instalados no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) fizeram uma parada nas suas atividades, no dia 29 de junho, para realizar uma confraternização e fomentar as relações empresariais entre as diferentes empresas.

O evento contou com a participação também de funcionários, equipe de administração do CIDE e convidados. “Há muitas empresas instaladas aqui e cada um fica no seu escritório. Mas, há um momento em que você precisa relaxar e conhecer quem é seu vizinho, seu colega empreendedor, as atividades que ele realiza… A vida não é somente trabalhar, é também diversão”, disse o gerente administrativo do laboratório CQ Lab, Fernando Tirolli.

Com comidas e bebidas típicas de arraial de mês de junho, muitos funcionários foram ao evento para experimentar por primeira vez os pratos, como foi o caso de alguns venezuelanos que trabalham nas empresas.

O diretor executivo do CIDE, José B. Grosso, abriu a confraternização agradecendo a participação de todos. “Esse momento é para relaxar e também para fortalecer as relações entre todos nós. Espero que nesse ambiente de amizade surjam novas ideias e projetos”, concluiu.

Equipe administrativa do CIDE e convidados.
Convidados experimentam comidas típicas.
Funcionárias do CQ Lab, empresa instalada no CIDE.

O empresário Gustavo Godoy, proprietário da Trembão
O empresário Danniel Pinheiro, da Biozer

 

CIDE: Sopramos as velinhas de 18 anos

Empresários, equipe administrativa do CIDE e convidados, nos 18 anos da instituição.

Com a finalidade de comemorar os 18 anos do Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), o diretor executivo, José Barbosa Grosso, e a equipe administrativa da instituição, reuniram no último 18 de maio, na própria incubadora, os empresários e os funcionários das empresas instaladas no centro, para um momento de confraternização e agradecimentos.

Na ocasião, o diretor fez uma avaliação dos trabalhos desenvolvidos ao longo desses anos e agradeceu as parcerias. “Somos como uma família e sozinho é muito difícil realizar as coisas. Espero que essa boa relação continue sempre porque precisamos um dos outros”, disse o diretor executivo, José B. Grosso, acrescentando que incubadora “já é de maior”.

Além de funcionários e empresários atualmente instalados, a comemoração atraiu a alguns empresários que passaram pela incubadora e concluíram seu processo empresarial, como o gerente da Waku Sese, que agradeceu pelos anos que a empresa ficou instalada no CIDE.

Depois dos agradecimentos, um lanche foi servido com os próprios produtos produzidos pelas empresas da área de Alimentação, instaladas na incubadora.

HISTÓRICO

Lançamento da pedra fundamental: 20 de maio de 1999

Aprovação do estatuto: 20 de outubro de 1999

Criação do CIDE 10 de novembro de 1999

Constituição do Conselho Administrativo: 27 de janeiro de 2000

Inauguração do CIDE: 19 de maio de 2000

 

O diretor executivo, José B. Grosso (centro), conversa com empresários antes dos parabéns.
O diretor executivo, José B. Grosso, faz os agradecimentos.
A equipe administrativa do CIDE agradece pelos objetivos alcançados.
Conversas e brincadeiras antes de começar o lanche.
Bolo comemorativo dos 18 anos.

 

FIEAM anuncia agraciados do prêmio “Industrial do Ano”

A empresária, Jane Barros (esq.), recebe certificado de curso, no CIDE.

A empreendedora Jane do Socorro Barros Ferreira, proprietária da Amazon Comércio de Doces Ltda, conhecida como “Amazon Doces”, empresa instalada no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), é a mais nova microempresária do ano, escolhida pela Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM).

A solenidade da entrega dos prêmios acontecerá em maio, no Clube do Trabalhador do SESI, em Manaus, e conta com o apoio do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (CIEAM).

A Amazon Doces atende à demanda de doces caseiros regionais, com o uso de frutas como araçá-boi, cupuaçu, açaí, buriti, castanha e muitos outros, e participa em feiras locais e nacionais, possui pontos de vendas nos principais shoppings de Manaus, gerando emprego e desenvolvimento ao Estado do Amazonas.

O outro agraciado é o empresário Cláudio Antônio Barrella, sócio diretor da Tutiplast Indústria e Comércio Ltda, na categoria microindustrial do ano. Fornecedora de soluções em injeção plástica há mais de 20 anos no Polo Industrial de Manaus (PIM), a Tutiplast tem mais de 650 produtos que atendem os segmentos de eletroeletrônico, mecânico, duas rodas, entretenimentos, higiene pessoal, relojoeira informática e produtos descartáveis.

A empreendedora Jane Barros.
Jane Barros recebe universitários na Amazon Doces.
Jane Barros apresenta a Amazon Doces para investidores belgas, no CIDE.

 

Preparação para depois da incubação

O coach, Geraldo Magela, e os empresários durante a penúltima formação de 2017.

Aproximadamente dez empresas instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) realizaram uma capacitação de “pós-período de incubação”, pensada para enfrentar os desafios fora da incubadora. A formação aconteceu no próprio centro, com o apoio do Departamento de Assistência à Média e Pequena Indústria (DAMPI), da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM).

Segundo o economista e coach, Geraldo Magela, os empresários instalados devem ter uma formação constante e não podem deixar para depois os desafios “pós-incubadora”. “Há casos em que os empreendedores trazem a família para o seu próprio negócio. Isso não é problema. Mas, o que não pode acontecer é que a empresa se torne um ‘cabide de emprego’ para parentes sem o perfil desejado que ajude o negócio a crescer. Família é família e negócio é negócio”, diz Magela, acrescentando que o empreendedor deve profissionalizar os seus colaboradores.

Continue lendo “Preparação para depois da incubação”

Saber escutar os jovens fora da sala de aula

Estudantes aprendem a elaborar perfumes.
Estudantes aprendem a elaborar perfumes.

Estudantes do Ensino Médio continuam procurando referências práticas, no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), para complementar os estudos de sala de aula. No mês de agosto foram os alunos da Escola Estadual Sant´Ana, situada no bairro Petrópolis, e os estudantes do Instituto Federal do Amazonas (IFAM), que estiveram visitando empresas de cosméticos, instaladas na incubadora, com o objetivo de adquirir conhecimentos do processo químico pelo qual passa a elaboração de perfumes, sabonetes e hidratantes, feitos com produtos regionais.

Conforme a professora de Química, Giselle Alves, os estudantes adquirem conhecimentos dentro e fora da escola. “A nossa escola, além de transmitir o conhecimento teórico, realiza atividades práticas, como feiras de ciências. Portanto, o motivo da nossa visita é conhecer como as empresas de cosméticos elaboram seus produtos e como eles são comercializados. Isso incentiva os alunos a melhorar a sua formação”, diz a docente.

Dar exemplos é o melhor exemplo

Divididos em grupos, os estudantes tiveram a oportunidade de perguntar e tirar dúvidas, e ver como são preparados os produtos das empresas Perfumes da Amazônia e Cheiro D´Folha, que usam essências da floresta. “A produção de cosméticos diante dos alunos de Química é algo maravilhoso. Futuramente, podemos ter novos empreendedores nessa área”, conta Giselle, a professora que recebeu uma autêntica aula de como produzir um perfume.

Diante do empreendedor Elton de França, os escolares aprenderam a misturar as substâncias básicas para a elaboração de um perfume. “É muito gratificante que o nosso trabalho desperta interesse de muitos jovens. É um sentimento de dever cumprido, não somente do lado financeiro, mas também do lado social”, diz França.

Para os empresários visitados, o exemplo é a melhor forma de expressão aos jovens estudantes que procuram superar desafios. “Os exemplos de sucesso motivam os estudantes, dá confiança para aqueles que ainda estão escolhendo a profissão. Portanto, o sucesso de outros funciona como estopim para a tomada de decisões para quem deseja empreender”, complementa França.

Estudantes conhecem novas fragâncias na empresa Cheiro D´Folha.Estudantes conhecem novas fragrâncias na empresa Cheiro D´Folha.

Visitantes falam diretamente com os empreendedores.
Visitantes falam diretamente com os empreendedores.

Estudantes do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), no CIDE.Estudantes do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), no CIDE.