• 92 3216-3892
  • secretaria@cide.org.br

Arquivo da tag empreendedores

“Startup da Saúde” no CIDE

Os jovens empreendedores da “Sensus Creation” em reunião, no CIDE.

A startup “Sensus Creation”, uma das empresas, formada por jovens talentosos, na área de Tecnologia da Informação e selecionada para instalar-se no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), iniciou seus trabalhos, desenvolvendo um produto que vai auxiliar a profissionais da área da Saúde na capacitação e manuseio do respirador artificial em pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de hospitais.

Segundo os sócios da empresa, Miguel Novo, Laila Gonzaga, Delrick Nunes e Sibila Osis, o projeto vai ser desenvolvido na área de tecnologia para a saúde. “Por questões contratuais e comerciais, não podemos dar detalhes do nosso projeto, mas o que podemos dizer é que se trata de uma plataforma de treinamento em realidade virtual que vai auxiliar na capacitação de enfermeiros, médicos e fisioterapeutas no ensino do manuseio do aparelho”, diz a equipe.

Os novos empreendedores participaram do edital do programa Samsung Creative Startups e escolheram o CIDE para realizar suas atividades. “Esse trabalho desenvolvido por esses jovens não está limitado ao ambiente local. O edital prevê que eles podem ser indicados para um intercâmbio na Coreia do Sul, onde poderão ter ajudas de investidores interessados no produto”, diz o diretor executivo do CIDE, José Grosso.

Startup

Segundo o site “significados.com.br”, startup significa o ato de começar algo, normalmente relacionado com companhias e empresas que estão no início de suas atividades e que buscam explorar atividades inovadoras no mercado. O termo startup, para designar empresas recém-criadas e rentáveis, começou a ser popularizado nos anos 1990.

Empreendedoras unidas

A coordenadora Rosângela Bentes fala com as empreendedoras

O Instituto Rede Mulher Empreendedora (RME), com o apoio de várias instituições de empreendedorismo, incluindo o Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), promoveu o programa “Ela Pode”, que capacita mulheres, tornando-as confiantes e preparadas para o desenvolvimento pessoal e profissional. O evento aconteceu na Escola Superior de Ciências da Saúde (ESA/UEA).

“Nós realizamos várias ações de empreendedorismo feminino para as mulheres porque a mulher empreende de forma diferente, ela precisa se fortalecer”, diz a representante da RME, Rosângela Bentes.

Participantes da palestra realizam exercícios

Empreendedoras de vários segmentos participam da formação

 

Ação Social e Empresarial no CIDE

O oftalmologista examina um funcionário.

A empresa VerBem e o Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) realizaram, no final do segundo semestre do ano passado, a primeira ação social e empresarial, que consistiu na disponibilização de consultas ao oftalmologista, de forma gratuita, para atender às necessidades dos empreendedores e funcionários.

A ação aconteceu no próprio CIDE e durou dois dias, nos quais os interessados puderam realizar exames de vista em aparelhos modernos e realizar a compra de óculos. “Nós queremos resolver um problema social. Muitas pessoas precisam usar óculos e não conseguem comprá-los por diversos fatores. Nessa ação o nosso foco é o grupo de funcionários das empresas instaladas no CIDE e seus familiares”, conta o empreendedor, Márcio Lira, responsável pelos trabalhos.

Durante o evento, cada óculos vendido permitia que outro óculos fosse doado a uma instituição ou pessoa física. “É a primeira vez que nós realizamos essa ação em uma incubadora de empresas e espero que existam outras no próximo ano”, finaliza o empresário, Márcio Lira.

Funcionários das empresas instaladas participam da ação social.

Funcionários atendidos escolhem modelos de óculos.

A ação social durou dois dias.

 

Café com empresas femininas

Empreendedoras e participantes do evento, na FIEAM.

A Rede Mulher Empreendedora (RME) promoveu importantes eventos, em novembro de 2018, para celebrar o mês do empreendedorismo mundial. Um dos eventos aconteceu em Manaus, onde ofereceram um café da manhã com palestras e discussões para mulheres que já empreenderam ou querem empreender, na Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM). O evento teve o apoio do Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) e contou com a presença de uma representante da instituição.

Durante o encontro, as participantes tiveram a oportunidade de conhecer outras empreendedoras, aumentar seu networking, divulgar sua empresa e ainda contar com conteúdo super rico e histórias inspiradoras.

Os temas oferecidos e discutidos foram variados e regionais, como “Passos para se tornar uma empreendedora de sucesso”, “Como atrair clientes e vender mais usando as redes sociais” e histórias de uma empreendedora indígena, da etnia Mura.

A Rede Mulher Empreendedora (RME) é a primeira plataforma de apoio ao empreendedorismo feminino do Brasil, que tem como propósito empoderar empreendedoras economicamente, garantindo sua independência financeira e de decisão sobre

A RME, como é conhecida, oferece, para as mais de 300 mil empreendedoras cadastradas, site com conteúdo relevante e de qualidade, dicas e notícias; promove eventos de networking, cursos, mentorias, inspiração; realiza parcerias com empresas que acreditam na causa do empreendedorismo feminino para levar oportunidades e facilidades para as mulheres; disponibiliza espaço publicitário em destaque no site, por meio de nosso marketplace; faz indicações para fomentar o comércio entre pequenas mulheres donas de negócio. Além disso, conta com um grupo de apoio, com mais de 45 mil membros, no qual promove discussões e ajuda mútua.

O que é Marketplace?

Marketplace é um local onde se faz comércio de bens e serviços. A palavra é uma junção dos termos ingleses market, que significa “mercado” e place, que significa “lugar”. O mercado pode acontecer em um espaço físico (real) ou em um espaço virtual.

Durante o evento, várias atividades foram realizadas.

 

Empreendedores de inteligência artificial

O diretor executivo do CIDE, José Grosso, verifica a documentação dos novos associados.

 

Jovens estudantes de Ciência da Computação, Marcos Paulo Farias, Wesley Monteiro e João Paulo Fontenelle, desenvolveram um sistema de “bate-papo”, conhecido também como “chat”, para auxiliar os consumidores a tomar decisão na hora de realizar compras pela Internet. Eles são os novos associados do Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE)e pretendem fazer o lançamento experimental no mês de julho.

Segundo os estudantes, o diálogo ou “bate-papo” acontece entre a pessoa interessada em adquirir um produto e a máquina, uma espécie de robô. “Nós percebemos que muitas empresas estão adotando cada vez mais a inteligência artificial no seu processo comercial. Então decidimos criar um sistema que permite ao usuário escolher um produto de acordo com as suas necessidades, mostrando a ele os locais onde pode encontrar o que está buscando, comparar preços, como pagar, gastos de fretes, etc. O nosso foco é desde o conhecimento do produto até o fechamento da compra”, destacam os jovens empreendedores.

Para eles o CIDE joga um papel importante no desenvolvimento do projeto porque por meio da incubadora de empresas, os jovens terão uma relação mais forte com outras empresas. “Os contatos que tem o CIDE podem facilitar a divulgação e a venda do nosso produto. Queremos ampliar nosso network e pensamos que essa instituição pode nos ajudar”, diz Marcos Farias.

A inteligência artificial (IA) é um ramo da ciência da computação que se propõe a elaborar dispositivos que simulem a capacidade humana de raciocinar, perceber, tomar decisões e resolver problemas, enfim, a capacidade de ser inteligente.

Jovem empreendedor assina contrato no CIDE.

No CIDE, jovens empreendedores vão ter uma relação mais forte com outras empresas.

Para os jovens, os contatos que tem o CIDE facilitará a divulgação.

 

 

 

Pular para a barra de ferramentas