• 92 3216-3892
  • secretaria@cide.org.br

Arquivo da tag cosméticos

Empresa do CIDE alcança metas e lança produtos

Os sócios da Biozer Amazônia, em evento no Rio de Janeiro para lançamento de produtos.

A Biozer Amazônia, empresa de cosméticos e produtos naturais, instalada no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), conseguiu as devidas certificações emitidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), para fazer o lançamento dos seus produtos, informa o sócio-proprietário, Danniel Pinheiro.

A linha de cosméticos recebeu o nome de “Simbioze Amazônica” e, segundo a empresa, os produtos serão elaborados somente com ingredientes naturais e certificados. “O diferencial dos nossos produtos está no fato de que eles possuem uma rastreabilidade e segurança que permitem que o consumidor confie em um produto certificado pela ANVISA e cuja procedência é garantida”, diz o sócio Danniel Pinheiro.

Os produtos da linha “Simbioze Amazônica” já foram lançados no evento “Green Rio”, que aconteceu em junho, na cidade do Rio de Janeiro. “Tivemos a oportunidade de lançar nossos produtos no Rio de Janeiro, mas estamos preparando toda uma estrutura para que eles sejam comercializados em estabelecimentos de beleza em Manaus, como drogarias, clínicas de tratamentos estéticos”, comenta Danniel, lembrando que os interessados em obter mais informações e adquirir os produtos podem ligar para o número 3213-3207.

Os passos para cosméticos, higiene e perfumes

Segundo a página eletrônica (site) do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), a legislação sanitária brasileira relacionada aos Produtos de Higiene, Cosméticos e Perfumes (HPPC) exige a autorização de funcionamento da empresa emitida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Somente esse órgão pode autorizar atividades como extrair, produzir, fabricar, transformar, sintetizar, embalar, reembalar, importar, exportar, armazenar, expedir, transportar e distribuir produtos enquadrados na categoria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos. O Sebrae tem auxiliado empreendedores que queiram se regularizar e abrir uma empresa de HPPC. No site do próprio SEBRAE, os interessados em abrir empresas de produtos de higiene podem acessar à cartilha completa.

Estande da Biozer Amazônia, no Rio de Janeiro.

Os proprietários da Biozer Amazônia no estande da empresa, no Rio de Janeiro.

 

Empresa começa processo de entrada no CIDE com medicamentos para diabéticos

Diante do diretor executivo e da equipe técnica do CIDE, o empreendedor Carlos Danniel expõe o Plano de Negócios.

Diante do diretor executivo e da equipe técnica do CIDE, o empreendedor Carlos Danniel expõe o Plano de Negócios.

 

Como acontece todos os anos, novas empresas, de diversos segmentos, solicitam o início do processo de entrada ou processo de incubação, no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), com a finalidade de desenvolver produtos inovadores e a sua comercialização.

 

No mês de março, a Biozer da Amazônia, empresa desenvolvedora de gel e cremes para tratamentos de ferimentos em pessoas com problemas de diabetes, em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), começou o seu processo de instalação, apresentando ao conselho administrativo da incubadora o Plano de Negócios.

 

Durante quase três horas de avaliação, o empreendedor Carlos Danniel Pinheiro, expôs os objetivos da empresa no CIDE. “Os produtos são inovadores, mas ainda não foram colocados à venda. Eles vão acelerar o processo de cicatrização de doenças em pés de pessoas com diabetes. Os cosméticos têm propriedades terapêuticas”, lembra o empresário.

 

Ainda conforme Pinheiro, o fato de estar no CIDE, permite uma série de vantagens. “Escolhemos este centro de incubação para dar continuidade aos trabalhos de desenvolvimento dos nossos produtos. Sabemos que aqui, podemos concluir e comercializar nossos produtos para tratamentos em diabéticos e lançar nossa linha de cosméticos com produtos naturais da Amazônia com certificação”, reconhece o mais novo residente da incubadora.

Equipe técnica do CIDE escuta a exposição de Carlos Danniel.

Equipe técnica do CIDE escuta a exposição de Carlos Danniel.

 

Ao final da exposição, Danniel pediu uma foto com a equipe do CIDE.

Ao final da exposição, Danniel pediu uma foto com a equipe do CIDE.

 

Ap3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É possível empreender no campo da Farmácia

Uma técnica de Química, da empresa Anna Morena, fala com estudantes de Farmácia da Ufam.

Uma técnica de Química, da empresa Anna Morena, fala com estudantes de Farmácia da Ufam.

 

 

 

 

Aproximadamente 60 estudantes do curso de Farmácia, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), estiveram, na manhã do último dia 9, no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), para conhecer algumas empresas de perfumaria e cosméticos. A iniciativa serviu como aula de empreendedorismo e prática farmacêutica.

Para a professora Jackeline Marinho, a visita tem um caráter didático para que os estudantes percebam que eles são capazes de ter seu próprio negócio no ramo da Farmácia. “Vir à incubadora é fazer um incentivo a empreender. É um despertar no estudante a capacidade de que ele pode ser um bom profissional e um ótimo empreendedor. É interessante mostrar outros caminhos”, disse.

O estudante do segundo período de Farmácia, Abrames Goes, contou que a visita à incubadora mudou sua forma de pensar. “Agora, eu tenho a ideia de que o empreendedorismo pode ser aplicado em todas as áreas, inclusive na Farmácia”.

Segundo o diretor executivo da incubadora, José Barbosa Grosso, a sua gestão é a que mais recebeu visitas de instituições acadêmicas. “Concluir o ano de 2015 com visitas de universitários, é ótimo. Hoje, o CIDE não é somente um lugar físico para empresários, mas também um local onde estudantes podem aprender de pessoas que um dia foram universitários e hoje são grandes empreendedores. Esse conhecer in loco, esse ouvir histórias empreendedoras incentivam a outros a empreender e a melhorar a nossa economia”, finaliza.

Estudantes ouviram palestra no auditório do CIDE.

Estudantes ouviram palestra no auditório do CIDE.

 

 

Ufam1

 

 

A contadora do CIDE, Aldilene Infante, fala para estudantes de Farmácia da Ufam.

A contadora do CIDE, Aldilene Infante, fala para estudantes de Farmácia da Ufam.

 

 

 

Estudantes de Farmácia da Ufam se orginizam para realizar visita às empresas.

Estudantes de Farmácia da Ufam se orginizam para realizar visita às empresas.

 

 

 

Estudantes de Farmácia experimentam os produtos da empresa de cosméticos Anna Morena.

Estudantes de Farmácia experimentam os produtos da empresa de cosméticos Anna Morena.

 

 

 

Estudantes ouvem história de empreendedorismo em empresa de cosméticos.

Estudantes ouvem história de empreendedorismo em empresa de cosméticos.

 

 

 

Estudantes de Farmácia se despedem.

Estudantes de Farmácia se despedem.

 

 

 

Estudantes de Farmácia da Ufam e funcionárias do CIDE agradecem a visita.

Estudantes de Farmácia da Ufam e funcionárias do CIDE agradecem a visita.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

} else {

Profissionais desafiam o cenário econômico e empreendem

A proprietária e farmacêutica da Amazon Biocare, Natasha Mayer, e o diretor administrativo Raniere Câmara.

A proprietária e farmacêutica da Amazon Biocare, Natasha Mayer, e o diretor administrativo Raniere Câmara.

 

É na crise que grandes oportunidades podem ser identificadas e, com isso, muitos empreendedores criam negócios, como é o caso da farmacêutica e mestre em Engenharia de Produção, Natasha Mayer, proprietária da Amazon Biocare, empresa de cosméticos, instalada nesse segundo semestre, no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), juntamente com duas novas empresas de alimentos e tecnologia da informação.

De acordo com Mayer, a inovação nos produtos, aliando conhecimentos tradicionais à tecnologia de ponta, é o diferencial. “Utilizamos matérias primas sustentáveis para fabricar nanocosméticos com formulações verdes, sem o uso de sulfatos, parabenos ou derivados de petróleo, que são agressivos à pele e ao meio ambiente”, diz a farmacêutica, acrescentando que são produtos dermocosméticos, elaborados pela equipe de profissionais da empresa.

Além de utilizar a nanotecnologia, Natasha Mayer garante exclusividade, inovação e efeitos comprovados cientificamente em seus produtos. “Na linha facial introduziremos um tratamento para manchas na pele que permite a exposição solar e tratamento para rugas com nanocápsulas vegetais. Na ala tradicional, teremos cinco linhas de tratamento capilar completo, com a mesma tecnologia de nanocápsulas. Para o corpo, produtos de banho e hidratação, além de sabonetes íntimos nas versões feminina e masculina, respeitando as características fisiológicas de cada um. Ofereceremos ainda uma linha completa de tratamento para pessoas maduras, com reposição de nutrientes que a pele e os cabelos perdem com o passar do tempo”, conta a proprietária.

PARCERIAS

Segundo o diretor administrativo da empresa, Raniere Câmara, a parceria com as redes de drogarias, distribuidores de cosméticos e clínicas é a estratégia adotada para o crescimento e a visibilidade do produto no mercado local e nacional através da construção de uma marca sólida com identidade e produtos próprios e diferenciados. “A linha de produtos contará com um amplo portfólio”, finaliza Natasha Mayer.

A Amazon Biocare pretende iniciar suas atividades até o final do ano de 2015. Em 2016, pretende lançar todos os produtos citados, com incisiva entrada no mercado local. Para que esse planejamento possa ser concretizado, os empreendedores contam com o apoio do CIDE. “Apesar das mudanças no cenário econômico, a procura pela incubadora é uma procura crescente. Isso demonstra que há investimentos, há superações e nós procuramos apoiar essas iniciativas”, diz o diretor executivo do CIDE, José Barbosa Grosso.