Roupas femininas: Exclusividade sob medida no CIDE 2

Socorro Flores (à dir.) e suas funcionárias comercializam as roupas no CIDE 2.
Socorro Flores (à dir.) e suas funcionárias comercializam as roupas no CIDE 2.

 

Um método de investimento em vestuário que está ganhando força e cada vez mais adeptos é a fabricação da roupa sob medida. Os ateliers de costura fabricam a peça da forma, tamanho e modelo desejado e oferece exclusividade, pois o cliente é quem define a cor, tecido e o modelo, garantindo assim que não terá surpresas em achar outra pessoa com a mesma roupa na mesma ocasião.

 

As irmãs Socorro Flores e Rejane Flores, proprietárias da Moda Flores Amazônia, empresa instalada no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial – Moda e Design (CIDE 2), trabalham com a fabricação direta das peças femininas, proporcionando qualidade e exclusividade, e deixando as suas clientes bem vestidas.

 

“Nós somos filhas de costureira e fomos criadas vendo os trabalhos da minha mãe e herdamos essa profissão”, conta a gerente Socorro Flores.

 

Ainda segundo Flores, os primeiros trabalhos de confecção foram feitos em família e com ajuda de amigos. “Cada um tinha uma função na área da costura”, diz.

 

Esforço próprio

Com recursos próprios, começaram a comercializar as roupas para parentes e amigos, e foram formando sua própria clientela. “Eu decidi fazer viagens a feiras de modas e me preparar para agregar mais qualidade e valor ao nosso produto, e conhecer possíveis fornecedores. Ao voltar para Manaus, eu aplicava essa formação na confecção de novos produtos”, diz a gerente, lembrando que a empresa participou de eventos de moda, como o São Paulo Fashion Week e o Estética & Moda, com a ajuda do Sebrae-AM.

 

A alma do negócio

Sabemos que a primeira impressão é a que fica. E as proprietárias do atelier de roupas usaram um método simples e impactante. “Além de o ‘boca a boca’ que fazíamos dos nossos produtos, eu mesma vestia os modelos confeccionados que chamavam a atenção das minha colegas e de futuros clientes. Eu era uma espécie de modelo e assim fomos trazendo outras pessoas para conhecer a nossa loja. Hoje, temos famílias inteiras que são nossas clientes”, destaca Socorro.

 

Para ela, o segredo está em fazer bem feito e estar sempre atualizado com as tendências. “Nossos clientes hoje são das classes alta e média. Mulheres da área jurídica, professoras de universidades e de escolas públicas, empresárias e universitárias”, conclui.

 

Juntamente com as irmãs Flores, trabalha desde o início da abertura da empresa Luciane Gomes, especialista em fardamentos e a mais nova funcionária, Eliete Ly. Elas formam a equipe da Moda Flores Amazônia.

Para saber mais ligue para (92) 3634-2246

C22

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

document.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *