Estudantes do IFAM visitam o CIDE para complementar a formação de empreendedorismo

Estudantes e a equipe administrativa do CIDE

Mais de 30 jovens estudantes do curso de Informática, da disciplina Empreendedorismo e Cooperativismo, do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), estiveram no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) para complementar a formação, visitando as empresas instaladas e conversando com os empreendedores instalados no local.

A visitação começou pelo auditório da instituição, onde eles escutaram várias palestras sobre processos de incubação, empreendedorismo na área de Tecnologia e apresentaram ideias desenvolvidas ao longo do curso. “Durante as aulas, surgem ideias e propostas dos próprios estudantes. São ideias viáveis. Portanto, decidimos trazê-los aqui para que eles conheçam o ambiente de uma incubadora de empresas e que no futuro façam parcerias com o CIDE”, conta o professor Eltton Carneiro.

Ainda segundo o professor, atualmente, muitos alunos mudaram de ideia respeito à sua formação acadêmica e ao seu futuro. “Antes, a visão de empreendedorismo dos estudantes era quase zero. Agora, o que nós percebemos é que muitos estudantes querem empreender, querem colocar em prática a sua ideia”, diz Eltton, acrescentando que o Ifam mantém parcerias que ajudam os alunos no desenvolvimento de suas ideias. “Não é fácil empreender no Brasil, mas, detrás de cada empreendedor, há fé, persistência, sacrifícios, formação, parcerias e muito amor”, conclui o docente.

Empresário e empreendedor

Isabelle Lima foi uma das estudantes que participou da visita e tirou dúvidas durante as palestras. “Para mim, a parte mais importante foi quando eu aprendi que um negócio funciona melhor com parcerias porque sozinho é mais difícil. Temos que fazer planejamentos, ter metas para que o negócio possa evoluir e dar frutos”, conta, dizendo também que conseguiu compreender uma grande dúvida que ela tinha. “Eu aprendi também que ser empreendedor não significa ser empresário. Nós temos que saber administrar o próprio negócio”, finaliza.

Estudantes do Ifam entram nas instalações do CIDE
A primeira parada dos estudantes foi no auditório do CIDE
O diretor executivo do CIDE, José Grosso, fala com os estudantes
Professores do Ifam fazem perguntas sobre o processo de incubação
Palestrante fala para os estudantes do Ifam
Estudante do Ifam apresenta projeto
Estudantes e professores do Ifam no auditório do CIDE
Estudantes visitam empresa de doces

 

Parcerias rendem novos negócios para empresas

Gustavo Godoy fala para a televisão sobre os seus produtos.

Para oferecer novos produtos e serviços, e captar novos clientes, empresas instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), fazem novas parcerias com empresas de outros segmentos, mas que estão relacionadas de alguma forma com produtos comercializados por ambos.

Um desses produtos é o rico cardápio oferecido pela Trembão, empresa de alimentos fitness, em parceria com clínicas de estética de Manaus. “Eu creio que muita gente já ouviu falar do Detox, mas o que nós ferecemos é uma linha de produtos que consiste na consumição, durante sete dias de alimentação, do chá Detox, o almoço Detox, lanche Detox e jantar Detox que vai ajudar a desintoxicar o organismo das comidas industrializadas e ajuda no emagrecimento”, diz o pós-graduado em Segurança Alimentar e Comida Saudável Gustavo Godoy.

Godoy não revela a receita dos produtos Detox, mas conta que alguns fisioterapêutas incluíram o cardápio da Trembão nos pacotes de produtos das clínicas. “Hoje o detox não é uma novidade, mas não posso passar a receita porque é o segredo do negócio e passei muito tempo para elaborar esse cardápio. Mas quero destacar que é um dos produtos mais consumidos”, diz.

 

Público feminino

De acordo com o empresário da Trembão, o cardápio detox é mais consumido pelas mulheres que procuram qualidade de vida. “Pessoas que têm problemas de prisão de ventre, que querem enmagrecer, costumam consumir nossos produtos. É muito raro que os homens procurem esses tipos de produtos”, conta Godoy, acrescentando que o público feminino a partir dos 25 anos de idade já consome o cardápio.

Além de atender as demandas das novas parcerias com as clínicas, a Trembão mantém a qualidade de seus produtos. “O nosso objetivo é o mesmo: satisfazer o cliente em qualidade de alimentação. Os próprios consumidores ou clientes entram em contato com a gente para elogiar, agradecer… Isso é um resultado positivo para nós porque o cliente está feliz”, diz.

 

Dieta detox

O principal foco da dieta detox é aumentar o consumo de alimentos orgânicos e pobres em gordura, e evitar os produtos industrializados, que são ricos em sal, gordura e aditivos químicos. Na dieta líquida detox apenas é permitido ingerir líquidos como chá, água, sucos de frutas ou de legumes, e sopas de legumes, sendo importante utilizar sempre produtos orgânicos.

Produtos da Trembão comercializados pelas clínicas de estética.
Gustavo Godoy recebe visita de estudantes do curso de Nutrição.

 

Videoconferência ajuda formação no CIDE

Administradoras do CIDE e participantes das palestras reunidos para a videoconferência.

Os jovens empreendedores aprovados no Programa Creative Startups, resultado de uma parceria entre Samsung e Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) estão recebendo, via videoconferência, capacitações relacionadas com a área escolhida por eles para que possam desenvolver com êxito seus empreendimentos. Os encontros acontecem no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) que é parceiro da Anprotec nesse projeto.

Segundo a consultora do CIDE, Elizabeth Araújo, que acompanha os jovens nesse processo, a temática das videoconferências obedece uma série de requisitos que estão de acordo com as atividades das startups. “Validação de produtos, Captação de Clientes, Patentes, são alguns dos assuntos abordados nas palestras e formações”, diz a consultora, acrescentando que dez incubadoras do Brasil participam do projeto.

Ainda segundo Elizabeth Araújo, durante as sessões de videoconferências os assuntos, as dúvidas são compartilhados entre os participantes. “Em Manaus, dez jovens participam desse projeto e duas incubadoras de empresas também. Além disso, há algumas formações em que o empresariado das próprias incubadoras podem participar”, diz.

No contexto desse projeto, uma equipe de analistas em Processamento de Dados esteve no CIDE para conhecer e avaliar as instalações. O resultado da visita foi positivo e eles constataram que o espaço empresarial para startups é adequado e atende às necessidades do Programa Creative Startups.

Objetivo

O objetivo da videoconferência é colocar em contato, através de um sistema de vídeo e áudio, duas ou mais pessoas separadas geograficamente.

Durante a sessão de videoconferência, dúvidas são compartilhadas entre todos.

 

CIDE: Sopramos as velinhas de 18 anos

Empresários, equipe administrativa do CIDE e convidados, nos 18 anos da instituição.

Com a finalidade de comemorar os 18 anos do Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), o diretor executivo, José Barbosa Grosso, e a equipe administrativa da instituição, reuniram no último 18 de maio, na própria incubadora, os empresários e os funcionários das empresas instaladas no centro, para um momento de confraternização e agradecimentos.

Na ocasião, o diretor fez uma avaliação dos trabalhos desenvolvidos ao longo desses anos e agradeceu as parcerias. “Somos como uma família e sozinho é muito difícil realizar as coisas. Espero que essa boa relação continue sempre porque precisamos um dos outros”, disse o diretor executivo, José B. Grosso, acrescentando que incubadora “já é de maior”.

Além de funcionários e empresários atualmente instalados, a comemoração atraiu a alguns empresários que passaram pela incubadora e concluíram seu processo empresarial, como o gerente da Waku Sese, que agradeceu pelos anos que a empresa ficou instalada no CIDE.

Depois dos agradecimentos, um lanche foi servido com os próprios produtos produzidos pelas empresas da área de Alimentação, instaladas na incubadora.

HISTÓRICO

Lançamento da pedra fundamental: 20 de maio de 1999

Aprovação do estatuto: 20 de outubro de 1999

Criação do CIDE 10 de novembro de 1999

Constituição do Conselho Administrativo: 27 de janeiro de 2000

Inauguração do CIDE: 19 de maio de 2000

 

O diretor executivo, José B. Grosso (centro), conversa com empresários antes dos parabéns.
O diretor executivo, José B. Grosso, faz os agradecimentos.
A equipe administrativa do CIDE agradece pelos objetivos alcançados.
Conversas e brincadeiras antes de começar o lanche.
Bolo comemorativo dos 18 anos.

 

Uma “noite doce” para empresária instalada no CIDE

A empresária Jane Barros e o diretor executivo do CIDE, José B. Grosso.

A empresária Jane Socorro Barros Ferreira, proprietária da Amazon Comércio de Doces Ltda, empresa instalada no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), recebeu, na noite de quinta-feira, 17 de maio, o diploma de Microindustrial Destaque do Ano, prêmio concedido pela Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), pela sua trajetória empreendedora.

A história empresarial da proprietária permitiu que ela estivesse entre os melhores do ano. “Nada foi fácil. Tinha no quintal de casa plantações de cupuaçu e maracujá, comecei a me aventurar na produção de doces e nunca mais parei”, diz Jane Barros.

Ao longo dos anos no CIDE, a Amazon Doces conquistou novos espaços, instalando pontos de vendas em shoppings da cidade, feiras e lugares de eventos. “Fomos conquistando novos espaços apesar das dificuldades que enfrentamos todos os dias”, conta a premiada.

Para o diretor executivo do CIDE, José B. Grosso, a escolha é um importante reconhecimento aos que lutam e triunfam. “O potencial do nosso empresariado é muito forte, mas eles precisam de apoios, de capacitações, de estrutura. E um dos objetivos da nossa incubadora é identificar as necessidades empresariais e ajudar os empreendedores que nos procuram”, conclui o diretor.

Além de Jane Barros, foram homenageados o empresário Claudio Antonio Barrella, da empresa Tutiplast Indústria e Comércio Ltda, e a empresa Recofarma Indústria do Amazonas Ltda, como empresa exportadora do ano.

A homenageada Jane Barros e o presidente da FIEAM, Antonio Silva.
A empreendedora Jane Barros com familiares e seus convidados.
Os três homenageados da noite com o presidente da FIEAM.
Jane Barros recebe das mãos do presidente do CIEAM, Wilson Périco (à esq.), a placa.
Jane Barros faz um discurso para empresários e convidados sobre a sua trajetória.