• 92 3216-3892
  • secretaria@cide.org.br

Arquivo por autor

Um lugar somente para os amazônicos

Uma equipe da Emporium Amazônico se reúne com empresários do CIDE.

Uma equipe da Emporium Amazônico esteve no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), nas últimas semanas de 2018, para conversar com os empresários que comercializam produtos com matéria-prima regional e propor a eles a montagem de uma plataforma de Marketplace, onde todos os produtos, considerados amazônicos, estejam à disposição de compradores e consumidores.

Segundo o empresário Sidney Siqueira, a ideia é unir todos os empresários que produzem e comercializem produtos da Região em um único lugar. “Nesse primeiro momento, estamos reunindo as empresas que trabalham com produtos amazônicos. Depois, passaremos a unir todos os produtos relacionados com a marca Amazônia em um só lugar, disponibilizando ou ofertando esses produtos aos compradores e consumidores”, conta Siqueira, acrescentando que o primeiro passo seria dado de forma virtual, por meio de um site, ao qual os clientes teriam acesso para escolher e comprar. “Os produtos amazônicos estariam em uma prateleira on-line e a loja física seria o segundo passo”, diz Siqueira.

Durante a reunião muitos empresários instalados no CIDE falaram sobre o problema de logística. “O próximo passo será uma conversa particular com cada empresário para identificar os problemas de logística e apresentar soluções. Acreditamos que esses problemas não serão um obstáculo para esse projeto”, conclui Siqueira.

O que é Marketplace?

Marketplace é um local onde se faz comércio de bens e serviços. A palavra é uma junção dos termos ingleses market, que significa “mercado” e place, que significa “lugar”. O mercado pode acontecer em um espaço físico (real) ou em um espaço virtual.

Em reunião, foram apresentadas as principais ideias do projeto.

Empresários, instalados no CIDE, reunidos com representantes da Emporium Amazônico.

 

 

CIDE

Café com empresas femininas

Empreendedoras e participantes do evento, na FIEAM.

A Rede Mulher Empreendedora (RME) promoveu importantes eventos, em novembro de 2018, para celebrar o mês do empreendedorismo mundial. Um dos eventos aconteceu em Manaus, onde ofereceram um café da manhã com palestras e discussões para mulheres que já empreenderam ou querem empreender, na Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM). O evento teve o apoio do Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) e contou com a presença de uma representante da instituição.

Durante o encontro, as participantes tiveram a oportunidade de conhecer outras empreendedoras, aumentar seu networking, divulgar sua empresa e ainda contar com conteúdo super rico e histórias inspiradoras.

Os temas oferecidos e discutidos foram variados e regionais, como “Passos para se tornar uma empreendedora de sucesso”, “Como atrair clientes e vender mais usando as redes sociais” e histórias de uma empreendedora indígena, da etnia Mura.

A Rede Mulher Empreendedora (RME) é a primeira plataforma de apoio ao empreendedorismo feminino do Brasil, que tem como propósito empoderar empreendedoras economicamente, garantindo sua independência financeira e de decisão sobre

A RME, como é conhecida, oferece, para as mais de 300 mil empreendedoras cadastradas, site com conteúdo relevante e de qualidade, dicas e notícias; promove eventos de networking, cursos, mentorias, inspiração; realiza parcerias com empresas que acreditam na causa do empreendedorismo feminino para levar oportunidades e facilidades para as mulheres; disponibiliza espaço publicitário em destaque no site, por meio de nosso marketplace; faz indicações para fomentar o comércio entre pequenas mulheres donas de negócio. Além disso, conta com um grupo de apoio, com mais de 45 mil membros, no qual promove discussões e ajuda mútua.

O que é Marketplace?

Marketplace é um local onde se faz comércio de bens e serviços. A palavra é uma junção dos termos ingleses market, que significa “mercado” e place, que significa “lugar”. O mercado pode acontecer em um espaço físico (real) ou em um espaço virtual.

Durante o evento, várias atividades foram realizadas.

 

CIDE

Divulgar o Amazonas empresarial

Representantes do ERGSP conversam com empresário

Com a finalidade de fomentar a economia do Amazonas em outras cidades e ao mesmo tempo trazer investidores para empresas amazonenses, representantes do Escritório de Representação do Governo do Estado do Amazonas em São Paulo, Setor de Captação de Investimentos (ERGSP), estiveram visitando o Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), para conhecer as empresas instaladas e conversar com os empresários.

“Parte do nosso trabalho consiste em encontrar as principais empresas, associações e outras instituições públicas ou privadas do Brasil que possam apoiar, investir em empresas do Amazonas, permitindo que os produtos do Amazonas possam ser comercializados em São Paulo e no Exterior”, diz o responsável da área de investimentos, José Félix.

Para os visitantes, o CIDE tem um potencial enorme de empresas que podem receber o apoio de grandes investidores e instituições. “Nossa equipe visita grandes feiras, inclusive as feiras internacionais. Portanto, neste momento, podemos afirmar que os sectores mais procurados são os de Piscicultura, Fruticultura, Cosméticos e produtos com matéria-prima regional”, diz Félix.

Acompanhados pela administração do CIDE, os representantes visitaram algumas empresas do setor de Alimentos e Cosméticos para conhecer os produtos e as instalações. “Uma vez que nós conheçamos os produtos, os empresários e as empresas, o próximo passo é divulgar essas empresas em São Paulo e para as instituições com as quais mantemos relação de fomento”, finaliza Félix, lembrando que para mais informações os interessados podem entrar no site www.investirnoamazonas.com.br

Representantes conhecem produtos de cosméticos no CIDE

Empresário fala dos produtos elaborados para representantes

 

CIDE

Práticas de higiene para funcionários da Sabores de Tradição

Funcionários da Sabores de Tradição aguardam início do curso

A empresa de alimentos, Sabores de Tradição, instalada no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), realizou uma formação a seus cooperadores, sobre Práticas de Higiene para saber e praticar a forma correta de trabalhar e manusear os alimentos.

Para a empresária Alessandra Mourão, a capacitação era necessária porque a equipe da Sabores está formada por jovens e antigos funcionários que trabalham constantemente com os alimentos elaborados pela empresa. “Foram dois dias de curso de capacitação e tenho certeza que vão colocar em prática o que aprenderam na formação. A partir de agora vamos fazer algumas adaptações no processo de elaboração dos alimentos para que a teoria e a prática estejam bem unidas”, diz Alessandra Mourão.

Ainda segundo a proprietária, o curso também tem um efeito positivo para o consumidor. “Uma vez que você segue toda a rotina das boas práticas com os alimentos, a qualidade do teu produto vai ser muito melhor. Um dos efeitos é a falta de risco de contaminação do produto para o consumidor final, ele vai consumir um produto de ótima procedência, com valor agregado, com ótima qualidade”, conta a empresária.

O treinamento, conforme a farmacêutica Ingrid Souza, permite que a qualidade esteja na produção do produto e no próprio produto. “O grande beneficiário dessa capacitação é o consumidor final, porque ele vai consumir um produto que passou por normas de higienização durante a sua elaboração”, conclui Souza.

Funcionários da Sabores de Tradição

 

CIDE

Curso técnico de Coari conhece o CIDE

Estudantes, professores e técnicos administrativos do CIDE

Uma turma, formada por professores e estudantes do terceiro ano de Administração do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), da cidade de Coari (município a 366 quilômetros de Manaus), concluiu o ciclo de visitas de escolas do interior do Amazonas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) para o ano de 2018, com a finalidade de complementar as aulas teóricas.

Os alunos de Administração viajaram durante 22 horas para chegar a Manaus. A maioria veio por primeira vez à capital. “Uma das matérias do curso é a disciplina de Empreendedorismo. E queríamos complementar a parte teórica com uma visita ao CIDE, para que os estudantes tivessem noções de como funciona uma incubadora de empresas, conhecer os ambientes de uma fábrica, de uma empresa, a produção…”, diz a coordenadora do curso, Liliane de Oliveira, acrescentando que os alunos precisam conhecer novos ambientes de trabalho, criar uma consciência empreendedora porque o mundo está em constante transformação.

Depois de ouvirem uma palestra do auditório do CIDE, os estudantes visitaram empresas que trabalham com matéria prima regional e tiveram a oportunidade de conversar com os empresários.

Este ano o CIDE recebeu mais de 15 grupos de estudantes de cursos universitários e técnicos que procuraram a instituição para conhecer processos e produtos, como cosméticos, alimentos, laboratórios de análises, perfumaria, doces e empresas de informática.

As visitas foram motivadas por complementar os estudos teóricos, ouvir histórias de empreendedorismo dos próprios proprietários e conhecer como funciona uma incubadora de empresas de base tecnológica.

Estudantes de Coari ouvem palestra no auditório do CIDE

Estudantes no auditório do CIDE

Estudantes esperam para entrar nas instalações de empresas

Estudantes conhecem os espaços da incubadora

 

CIDE