• 92 3216-3892
  • secretaria@cide.org.br

Arquivos por mêsnovembro 2018

Frutas amazônicas em pó

Produtos na versão em pó da Herbram

 

As frutas do Brasil são famosas no mundo todo devido à grande variedade, aos sabores exóticos e à grande quantidade de nutrientes. O seu consumo se dá de variadas formas: in natura, sucos de polpa, licores, compotas e, inclusive, na versão em pó, livres dos excessos de conservantes. Essa é a proposta da Herbram, empresa que atua no segmento de Alimento e Nutrição, instalada no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE).

Segundo o sócio-proprietário da Herbram, o professor universitário, Emerson Lima, a ideia de desidratar as frutas da Região Amazônica, transformando-as em pó, surgiu a partir da dificuldade de logística, de enviar e receber alimentos frescos e da sazonalidade. “O processo desse desenvolvimento começou no CIDE, essa era nossa proposta. Então, dos frutos regionais retiramos, de forma controlada, uma quantidade de água, fazendo que ele tenha uma vida útil mais longa, diminuindo o peso e concentramos esse produto. Desse modo, nós também podemos dar uma vida longa a esses produtos, beneficiando o processo de armazenamento, o estoque, em períodos em que a safra não está vigente e consumi-lo ao longo dos meses, sem necessidade de refrigeração”, diz Lima.

Ainda conforme Lima, cada fruta tem a sua gama de benefícios e são ricas em vitaminas e minerais essenciais que o nosso corpo necessita para se manter saudável. “No nosso caso, as frutas desidratadas e transformadas em pó são o açaí, a pupunha, o cara roxo, o gengibre”, afirma o empresário, acrescentando que dessa forma o produto pode ser transportado para longas distâncias, sem preocupações de estragar. “As nossas frutas regionais amazônicas desidratadas podem servir de base para produtos da culinária regional, como iogurte, sorvete, bolos massas, pudins, torta, pão. E é uma espécie de souvenir para o turista”, destaca o empreendedor.

Para adquirir as frutas em pó e outros produtos, a Hebram disponibiliza os seguintes contatos: 92 98204-2014 e o email: comercial.herbram@gmail.com

 

Frutas em pó

A novidade do momento são os vegetais e as frutas em pó (ou liofilizados). Eles são produzidos a partir da desidratação do alimento.

Os vegetais e as frutas são submetidos a altas temperaturas, forçando a desidratação da água que existe em sua composição.

O alimento em pó também traz muitos benefícios:

Seu volume é muito reduzido, facilitando o transporte. Além de que em pó, não é necessária refrigeração, facilitando o transporte em viagens ou por períodos prolongados.

Os alimentos em pó são ótima opção para quem não suporta o gosto de vegetais e frutas e acaba não ingerindo esses alimentos. Essas pessoas costumam apresentar deficiência de algumas vitaminas e minerais. Sendo em pó, fica fácil adicionar à sopas, almôndegas, hambúrgueres, molhos, bolos e inúmeras outras preparações. (www.minhavida.com.br)

O empreendedor, Emerson Lima, mostra alguns produtos da Herbram

Produtos da Herbram

 

Produtos Herbram

Universitários de Biotecnologia no CIDE

Estudantes visitam a empresa de cosméticos, Amhy

Universitários do quarto período do curso de Biotecnologia da Universidade Estadual do Amazonas (UEA) estiveram visitando empresas dos segmentos de Farmácia e de Cosméticos Fitoterápicos, instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), para conhecer novas formas de trabalho relacionadas à elaboração de produtos de higiene pessoal e à sua comercialização.

Segundo a professora Nádia Cristina Falcão, a visita ao CIDE funciona como um aprendizado e um estímulo, para que os jovens estudantes possam conhecer novas tecnologias. “Eu acho que hoje os estudantes pensam muito em empreender. Uma das probabilidades de sucesso é o empreendedorismo, é criar novos produtos, novos serviços”, diz Falcão.

Antes de conhecer o interior das empresas, os universitários ouviram uma palestra sobre Empreendedorismo e como funciona uma incubadora de empresas. “Hoje o CIDE é referência na Região, com bons empreendedores, com boas ideias. Trazer esses alunos aqui significa apresentar para eles uma possibilidade de exercer a sua profissão como farmacêuticos e empreendedores, contribuindo à economia local”, acrescenta a professora Nádia.

Interação Universidade-Empresa

O papel das universidades e institutos científico-tecnológicos públicos vai além de fornecer mão de obra qualificada para o mercado de trabalho e as possibilidades de interação entre universidades, governo e empresas se expandem na medida em que se expandem as necessidades da própria sociedade contemporânea.  (www.mdic.gov.br)

 

Estudantes ouvem a história da Amhy

 

 

Universitários são recebidos na Amhy

 

No auditório, universitários ouvem palestra sobre Empreendedorismo