• 92 3216-3892
  • secretaria@cide.org.br

Arquivos por mêsjulho 2017

Universidade faz do CIDE uma referência

Estudantes da Universidade do Texas na administração do CIDE.

Estudantes da Universidade do Texas na administração do CIDE.

 

Para os universitários que moram ou estudam em países como Estados Unidos, o mês de junho pode representar uma ótima oportunidade de conhecer novos lugares, ter novas experiências e complementar os estudos acadêmicos em outro país.

Visitando o Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) por segunda vez, o curso de Engenharia de Alimentos da Texas A&M University, trouxe novos estudantes da área para conhecer o processo de produção das empresas instaladas, transformando a incubadora em um local de referência para os seus universitários.

Durante a visita, os acadêmicos norte-americanos tiveram a oportunidade de fazer a degustação de vários produtos regionais, o que impressionou o grupo.

Segundo a professora Susanne Talcott a Texas A&M University possui mais de duzentos programas de oportunidades para os estudantes. “A visita dos nossos acadêmicos de Nutrição ao CIDE é muito positiva porque eles conhecem pequenas empresas que fabricam grandes produtos deliciosos com matéria-prima da floresta. Isso é espetacular”, diz Talcott, acrescentando que sempre fica encantada com o Amazonas.

Antes de passar por Manaus, o grupo visitou universidades de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. “Normalmente, os estudantes norte-americanos não têm o costume de viajar para outros países em busca de conhecimentos. Então essa é uma oportunidade única para trocar experiências, aprendizados e conhecer coisas novas e diferentes”, finaliza a professora.

As empresas visitadas pelos alunos foram as do segmento de Alimentação, Panificação, Temperos e Doces. “Essa troca de experiências, conversa com empreendedores, funcionários, passagem pela produção, degustação de produtos regionais permitem a aproximação entre a universidade e as empresas. É bom, na etapa acadêmica, pelo menos na minha visão, pensar menos no cargo que você pode ocupar e mais nas experiências que você pode ter. Eles ainda são estudantes jovens e com as experiências e a qualificação serão grandes profissionais”, diz o diretor executivo do CIDE, José Grosso.

Universitários fazem degustação de produtos no CIDE.

Universitários fazem degustação de produtos no CIDE.

 

Estudantes ouvem palestra em fábrica de alimentos congelados.

Estudantes ouvem palestra em fábrica de alimentos congelados.

 

TEX3

 

TEX5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Visita ajuda a compreender o conteúdo teórico

Visitantes de Roraima na administração do CIDE.

Visitantes de Roraima na administração do CIDE.

 

Estudantes do Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação, conhecido como PROFNIT, da Universidade Federal de Roraima (UFRR), fizeram do Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) o seu segundo ambiente de aula, conhecendo as instalações da incubadora, no mês de junho.

Os acadêmicos vieram à incubadora de empresas acompanhados de um grupo de pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas na Amazônia (INPA) e conversaram com o diretor executivo da instituição. “Estudamos na sala de aula toda a parte teórica, mas fica faltando a prática. Então nessas visitas às instituições que fomentam a inovação, como o CIDE, conhecemos como funciona as empresas incubadas, que tipo de inovação elas produzem e como é feita a gestão. Portanto, sem esse contato com os empreendedores seria mais difícil interiorizarmos os conhecimentos do curso”, diz o mestrando Wilson Alves.

O PROFNIT consiste numa pós-graduação dedicada ao aprimoramento da formação profissional para atuar nas competências dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) e nos Ambientes Promotores de Inovação nos diversos setores acadêmicos, empresarial, governamental, organizações sociais, etc.

O curso veio a contribuir para o fortalecimento do relacionamento academia-empresa-governo e para a intensificação da transferência de conhecimentos para as empresas, ao preencher uma lacuna na qualificação do pessoal dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NIT) e de profissionais ligados à transferência de tecnologia e inovação.

A Universidade Federal de Roraima (UFRR) é uma entre as 12 das instituições associadas nos quais o mestrado é oferecido.

Mestrandos da Universidade Federal de Roraima (UFRR) conversam com o diretor executivo do CIDE.

Mestrandos da Universidade Federal de Roraima (UFRR) conversam com o diretor executivo do CIDE.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Confraternização reúne novos e antigos empreendedores

Empresários jantam juntos.

Empresários jantam juntos.

 

Com o objetivo de unir o empresariado e a equipe técnica do Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE) foi realizada, no mês de junho, no pátio da incubadora, uma confraternização entre todos os colaboradores das empresas instaladas.

 

Segundo o diretor executivo, José Barbosa Grosso, a ocasião serviu para estreitar amizades e parcerias. “Eu vejo o CIDE como uma família também. Aqui procuramos apoiar os novos empreendimentos e realizamos momentos nos quais os empresários possam conhecer outros empresários que estão chegando e têm o mesmo sonho”, diz.

 

Durante o evento foram sorteados produtos feitos nas próprias empresas instaladas no CIDE e os novos empreendedores procuraram conhecer de perto os empresários já instalados.

O diretor executivo do CIDE, José Grosso, agradece a participação de todos.

O diretor executivo do CIDE, José Grosso, agradece a participação de todos.

 

O ambiente de festa junina fortaleceu o encontro.

O ambiente de festa junina fortaleceu o encontro.

 

 

JUN1

 

 

JUN3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Empreendedores trabalham juntos para superar desafios

Empresarios assinam parceria.

Empresarios assinam parceria.

 

 

Proprietários de empresas, instaladas no Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (CIDE), buscando melhoramentos no processo de produção e superar as dificuldades juntos, decidiram fazer parcerias entre eles.

 

No mês de maio, os empreendedores, Domingos Amaral e Danniel Pinheiro, da Biozer da Amazônia, empresa de Cosméticos e Fitoterápicos, anunciaram uma parceria com o empresário Cabral, da Sohervas da Amazônia. “A ideia da parceria ficou mais aguçada devido ao momento atual da economia, mas tivemos outros fatores a favor, como a matéria-prima regional usada pela Sohervas em seus produtos e queremos utilizá-la também no setor de Cosméticos”, afirma Amaral.

 

A Sohervas da Amazônia produz licores com essências da Amazônia, como o licor de cupuaçu, açaí, camu-camu, produtos que interessam a Biozer. “A nossa contrapartida está no marketing da Sohervas, aumentar o seu volume de produção, conquistar novos mercados, bem como desenvolver produtos em parceria para a área da Gastronomia, como o ‘vinagre gourmet’ e sobremesas à base de licores de frutas da Amazônia’”, diz Amaral.

Parceria é comemorada com licor.

Parceria é comemorada com licor.